Posts recentes

Dinamarca abre o 1º supermercado que vende restos de comida

DINA

 

A Dinamarca deita fora enormes quantidades de comida todos os anos, mas o país acaba de dar um passo importante para aliviar o problema. O seu primeiro supermercado social com restos de comida está agora aberto ao público.

Centenas de pessoas visitaram a nova loja desde a sua abertura, que teve lugar em Copenhaga, na segunda-feira . A nova loja, chamada WeFood, (nós comida) vende uma variedade de produtos que de outra forma acabariam no lixo por causa da embalagem danificada ou porque os produtos ultrapassaram o seu prazo de validade. Os preços variam entre os 30% e 50% mais baixos do que nas lojas normais.

A loja foi oficialmente inaugurada pela Princesa Marie da Dinamarca e o Ministro da alimentação e do ambiente.

WeFood é o primeiro supermercado deste género na Dinamarca e talvez do mundo, uma vez que não se destina apenas para compradores com um baixo rendimento, mas também para aqueles que estão  preocupados com a quantidade de comida deita fora neste país.

“Muitas pessoas veem isso como uma forma positiva e politicamente correta para resolver o problema”, disse Per Bjerre, líder do projecto durante a abertura.

wefood-food-waste-surplusPrincesa Marie da Dinamarca

O Ministro dinamarquês para a alimentação também elogiou a iniciativa.

“É ridículo que a comida é apenas deitada ou vai para o lixo. Isso é mau para o meio ambiente e é dinheiro gasto em absolutamente nada. Um supermercado como o WeFood faz muito sentido e é um passo importante na luta contra o desperdício de alimentos”, disse Eva Kjer Hansen.

DINA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma ONG local chamada Folkekirkens Nodhjaelp foi encarregada do projecto. O projecto esteve em banho Maria há mais de um ano e “ganhou vida” com a ajuda de um financiamento colectivo, durante o qual a ONG arrecadou mais de 1 milhão de coroas dinamarquesas ( equivalente a 147.570 $ ou 134.010 € ). A ONG teve que superar uma série de obstáculos legislativos e justificar a venda de alimentos expirados, antes de serem autorizados a implementar o projecto.

A loja está a ser gerida por voluntários e os lucros serão usados em projectos da ONG que visam ajudar as pessoas nos países em desenvolvimento.

DINA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Dinamarca não é o único país que decidiu enfrentar o problema do desperdício de alimentos. A França aprovou recentemente uma  lei que proíbe deitar comida e obrigou os supermercados a doarem os restos para as instituições de caridade e bancos de alimentos.

Fonte:

https://www.rt.com/news/333388-denmark-food-waste-store/?utm_source=browser&utm_medium=aplication_chrome&utm_campaign=chrome

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: