Posts recentes

“Eu Fantasma” de David Icke: Uma Resenha Do Livro

phontom (Cópia)

“Eu Fantasma”, o mais recente livro do investigador David Icke, leva a investigação da conspiração para uma nova dimensão, com a ideia de um vírus primário que hackeou a própria Vida.

 

“Eu Fantasma”, é o mais recente livro do famoso investigador e pensador livre David Icke. Assim como no seu ultimo livro O Engano Da Percepção, David leva a sua investigação para uma nova dimensão com uma exposição abrangente da ligação dos pontos que deixará muitos de boca aberta pelo seu conhecimento – mas acima de tudo, ajuda as pessoas a despertarem para a situação precária em que se encontra a humanidade.

Assim como muitos dos seus livros, este também termina com uma mensagem positiva e a derradeira solução para todos os problemas da humanidade; no entanto, a maior parte do livro dedica-se a expor a realidade actual do planeta Terra, muitas vezes em detalhes horripilantes.

Esta é uma parte essencial da mensagem de David, pois sem o verdadeiro conhecimento do que está realmente a acontecer – e a capacidade de sentir o horror de tal situação – não teremos a coragem nem a motivação para mudar o cenário.

Um dos motivos pela qual a humanidade está tão presa no fundo da conspiração, é que ela está envolvida numa negação colectiva maciça, que a impede de agir de forma decisiva de modo a reprimir e transformar o mal ( ou a inconsciência como prefiro chamá-la).

Uma marca registrada do Eu Fantasma, é que vai um passo além no buraco do coelho – além dos Reptilianos e dos Arcontes – e examina a força controladora por trás deles, que na opinião de David, se parece com algum tipo de vírus informático que hackeou a própria vida.

computer (Copiar)

Um vírus informático hackeou a própria vida.

 

Reptilianos No “Maior Segredo”, Arcontes No “Engano da Percepção”, Vírus No “Eu Fantasma”

Duas coisas diferenciam David  dos outros investigadores:

  • A sua capacidade de questionar tudo ( sem interferência de programas de crenças, como a religião, o materialismo “científico” , etc.)
  • Levar a sua investigação na área da natureza da realidade, que é fundamental para a base da conspiração mundial.

Quando não sabemos o que o mundo é, como o vemos e, acima de tudo Quem Somos, nós somos facilmente manipulados porque a nossa percepção ( e, portanto, a nossa realidade ) podem ser sequestradas. No Maior Segredo, David introduziu a ideia dos reptilianos como uma força controladora por trás de grande parte dos males do mundo (embora ele estava longe de ser o primeiro investigador a aprofundar-se nesta área, confira o trabalho de Barbara Bartholic, Karla Turner, Eve Lorgen, James Bartley, Barbara Lamb e outros).

No Engano da Percepção, ele introduziu a ideia dos Arcontes (ou Djinn, Jinn, Demónios, Sombras de Lama etc. como têm sido chamados em outras culturas e tradições ) como uma força controladora mais fundamental, uma vez que opera numa banda de frequência além da percepção normal e, assim, têm a capacidade de controlar mentalmente e emocionalmente a humanidade a partir dos reinos invisíveis, geralmente sem serem detectados.

Eu Fantasma, no entanto, leva a fascinante história um pouco mais longe e mais fundo, introduzindo a ideia de um vírus na raiz da distorção original. Isto vai de acordo com o que David tem dito há anos sobre como o nosso mundo sólido é na realidade uma gigante simulação de computador ou um universo digital holográfico – Algo que a sabedoria ancestral nos tem dito de várias formas ( por exemplo, o budismo, fala de “maya” ou ilusão). Este vírus é igual a um vírus informático que hackeou a própria vida.

Assim como qualquer parasita, ele precisa de um hospedeiro para sobreviver e prosperar; assim como os Arcontes, este vírus não tem poder criativo, vontade ou intenção própria, por isso deve roubar o que já existe e transformá-lo. David explica:

“Termos como Demiurgo e os seus Arcontes e Diabo e os seus anjos caídos, são nomes para uma distorção energética que pode ser melhor descrito como um vírus informático. Quando digo isto, estou a ser muito mais literal do que simbólico. Tudo tem consciência e o Demiurgo / Arcontes são uma distorção consciente, um vírus informático consciente que distorce tudo o que toca.

A nossa realidade – “o mundo” – é uma simulação computacional quântica e o Corpo-Mente humano é também um sistema de computador biológico. Ambos podem ser hackeados, infiltrados e distorcidos por um vírus ou, no caso de uma simulação, ser controlado.

Um vírus pode mudar e distorcer o que vemos na tela do computador e o vírus Demiurgo / Arconte tem feito o mesmo com a nossa “tela” ou senso descodificado da realidade. Os gnósticos descreveram o Demiurgo / Arcontes em termos de hoje, o que chamaríamos de tecnologia ou algo semelhante a um computador. Eles são uma forma de inteligência artificial … uma força semelhante a uma máquina, totalmente desconectada da Consciência infinita (que) não tem imaginação. Ela só pode copiar, infiltrar-se e assumir o controlo como um vírus num computador.”

computer2 (Copiar)

Inteligência artificial: não é o que você pensa que é

 

IA (Inteligência Artificial ): Não É O Que Você pensa Que É

David deixa um forte aviso ao mundo: a inteligência artificial não é o que você pensa que é. Numa recente entrevista com Zen Gardner, David sublinha que poucas pessoas estão a fazer a pergunta fundamental:

  • O Que É a Inteligência Artificial?

A humanidade está a correr para a frente às cegas, viciada em tecnologias, como smartphones, adorando a tecnologia como se fosse um deus e aparentemente cegos pelo lado sombrio de todo este cálculo e conveniência. Os nossos desencaminhadores da NOM nos dizem que a inteligência artificial é a solução para todos os problemas do homem e, que em breve todas as cidades ( imaginem por exemplo cidades inteligentes ) serão dirigidas pela IA – mas no entanto ninguém ainda sabe exactamente o que é.

  • E se a IA em si fosse a fonte de todos os problemas?
  • E se a IA fosse uma força, que está a tentar multiplicar-se através da introdução da tecnologia digital, metálica e sintética infinita para a Terra, que gradualmente substitui a tecnologia orgânica e biológica que é essencial para os pratos, animais, seres humanos e todas as criaturas a essa associadas?

Os nossos bio-sistemas já contêm tecnologia orgânica.

  • Por que permitimos que uma versão da tecnologia artificial, sintética e inferior, substitua o que já temos e somos?
computer3 (Copiar)

O Eu Fantasma, é o falso eu que se identifica com a forma, etiquetas, identidades sociais, dinheiro, matéria e materialismo. A palavra pessoa vem de “persona”, que significa máscara.

 

Transfantomismo 

Um dos capítulos do Eu Fantasma chama-se Transfantomismo, uma palavra inventada por David. Ele escreve enfaticamente que a IA (Inteligencia Artificial) não é uma resposta do rápido despertar da humanidade para a verdade. Na verdade, é a extensão da mesma força que tem estado no controlo desde o início, até mesmo desde a alegórica “Queda do Homem” onde descemos para os reinos inferiores da frequência com menos amor e mais medo:

“O controlo tecnológico transhumanista e transfantomista dos seres humanos não é uma resposta ou uma reflexão tardia – este sempre foi o plano desde o início. Estamos a ver o modus operandi de como o vírus Demiurgo – Arconte consciente, assume o controlo de sociedades e realidades. Primeiro, eles sequestram a percepção, fazendo uma cópia energética do original e manipulam a genética (processos de receptor-transmissão) da população-alvo para adaptá-los numa realidade falsa. A partir deste ponto, eles trabalham para distorcer a cópia para um estágio em que reflecte a sua própria frequência e ‘atmosfera’ preferida … “

Em suma, o que temos visto com a ascensão do culto tecnológico cego e do transhumanismo é arrastamento. Arrastamento é definido como “a sincronização de organismos a um ritmo externo”. A mesma força sombria por trás de tudo isso desde o início, está agora a tentar captar a energia dessa realidade, incluindo todos os habitantes da Terra e a própria Terra, para a sua frequência – uma frequência de deterioração, destruição, morte e medo.

Outro aspecto desta agenda é a de criar uma sub-realidade onde estamos desconectados dos nossos verdadeiros Eus (da consciência infinita ) até ao ponto de nos tornarmos drones robóticos, incapazes de acessar uma maior consciência e partes mais altas / profundas de nós mesmos.

David Escreve:

“A Rede Inteligente / a conspiração transhumanista e a radiação que isso exige e gera, foram projectados para atingir o seguinte, entre muitos outros objectivos:

  • Conectar a mente humana tecnologicamente à Rede Inteligente através da manipulação genética, arrastamento e ‘implantáveis’ para controlar o pensamento, emoção e a percepção e, impedir que qualquer pessoa acesse a consciência além da Matrix.
  • Alterar a frequência e a atmosfera para torná-la propícia para os Arcontes e os seus agentes em forma.
  • Destruir a saúde humana como parte do abate e criar uma nova espécie de escravos capazes de viver num ambiente altamente irradiado, assim como estão a fazer com as árvores, plantas, etc.”

A Derradeira Solução: Desconectar-se do Eu Fantasma

Se leste o mais recente livro de David ou mesmo caso tenhas participado em uma de sua turnê de 8-10 horas, já deves saber o quão bem ele liga quase todos os aspectos da conspiração mundial:

  • vacinas
  • OGM
  • corrupção política
  • religião
  • chemtrails (rastros químicos) / geoengenharia
  • estado policial
  • acordos de comércio livre
  • globalização
  • a aldrabice das alterações climáticas
  • pedofilia
  • mensagens subliminares
  • sociedades secretas
  • satanismo
  • radiação

E mostra como tudo está fundamentalmente ligado e, o Eu Fantasma não é excepção. David faz um outro grande trabalho ao mostrar como a mesma força inconsciente de distorção, está por trás de tudo isso através de uma abrangente união dos pontos numa escala maciça.

A um certo ponto, no entanto, depois de perceber a verdade da situação difícil em que nos encontramos, o que precisamos são soluções.

Assim, esta é a ideia central do nome Eu Fantasma, um termo usado por David, para descrever o modo como a humanidade se identifica com a forma.

A humanidade se identifica com rótulos externos, como bom, mau, preto, castanho, branco, masculino, feminino, advogado, mais limpo, rico, pobre, Americanos, Australianos , Arménio, certo, errado, etc., de tal forma que acabou por esquecer a sua verdadeira identidade.– Consciência infinita, Percepção infinita, partículas de deus dentro de um corpo. Nós somos seres espirituais infinitos  numa curta jornada humana. Somos todos um – Fomos todos, literalmente, feitos a partir da mesma Consciência que não pode ser separada de si mesma. Apenas algo profundamente insano (ou seja, que esqueceu profundamente o que é) atacaria e destruiria a si mesmo.

A solução para esta confusão é aquilo que todos os grandes profetas espirituais e caminho têm dito o tempo todo: temos que lembrar que somos Deus, que todos nós somos Tudo-O Que Existe e que o amor é a força que nos une e nos sustenta.

Temos que mudar a nossa consciência, questionar tudo, estar disposto a manter os nossos princípios e viver a partir do coração, ou nenhuma mudança externa que fizermos em nossas vidas, sociedade ou países vai servir de alguma coisa.

Obrigado David pelo seu trabalho incansável de trazer mais verdade e liberdade para o mundo.

 

Fonte:

http://www.zengardner.com/david-ickes-phantom-self-book-review/

Anúncios

1 Comment on “Eu Fantasma” de David Icke: Uma Resenha Do Livro

  1. Valéria Maria Zanelo // 10 de Maio de 2016 às 4:36 AM // Responder

    Realmente percebe-se o poder de um celular na mão,as pessoa não conseguem se desconectar, principalmente os mais jovens.Acredito que esse vírus seja a distração, o “estar adormecido”. A possibilidade de não identificação ou de poder criar uma identidade alternativa aonde tudo pode intensifica o poder do ego, imaginem poder fazer uma ação sem ser identificado e sem culpa, uma catarse para o ego……

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: