Posts recentes

Árvores São Observadas a Descansarem Os Seus Ramos… Cientistas Ficam Surpreendidos Ao Perceberem Que As Árvores DORMEM Assim Como As Pessoas!

tree 2

Usando as suas longas raízes peludas, as árvores absorvem água e nutrientes do solo, recorrendo à Terra para obterem o que precisam. De pé, absorvendo os raios do sol, as árvores são uma imagem de uma enorme força e beleza – ícones da inteligência natural.

Na medida que projectam e proporcionam sombras para as pessoas, as árvores estão a observar e a ouvir…. Á medida que as pessoas correm ocupadas para as sombras das árvores, elas se esquecem o quão importante realmente são esses seres vivos dinâmicos. As árvores fornecem oxigénio, abrigo, companheirismo, medicamento e tranquilidade. As árvores e as pessoas vivem em simbiose, intercambiando oxigénio e dióxido de carbono para manter o equilíbrio na Terra. Certos tipos de árvores oferecem as suas cascas, folhas, nozes, frutas, bagas e raízes como medicamento para o homem.

As semelhanças entre os seres humanos e as plantas são impressionantes quando se trata de compartilhar as coisas básicas da vida: sol, água, ar e nutrientes. Surpreendentemente, os cientistas estão agora também a começar a ver semelhanças na forma como as árvores e as pessoas dormem.
SERÁ QUE AS ÁRVORES REALMENTE DORMEM?

Usando imagens de raio laser, Andras Zlinszky do Centro de Pesquisas Ecológicas em Tihany, na Hungria, foi capaz de registrar as árvores inclinando-se como se estivessem a dormir à noite. No auge da noite, particularmente as bétulas foram fotografadas inclinando-se em até 10 centímetros nas pontas dos seus ramos.

“Foi um efeito muito claro e aplicado para toda a árvore”, diz Zlinszky. “Ninguém tinha observado antes este efeito na escala de toda a árvore e, eu fiquei surpreendido com a extensão das mudanças”

Entre o pôr e o nascer do sol, Zlinszky e os seus colegas usaram raios laser para scanear as bétulas na Áustria e na Finlândia. A tecnologia laser mostrou os movimentos precisos de cada árvore durante a noite, proporcionando gráficos e resoluções tridimensionais até o centímetro. Os investigadores evitaram as noites ventosas e mediram as árvores no equinócio solar em ambos os países para garantir a precisão das suas medições.

No total, a bétula Finlandesa foi scaneada 11 vezes, uma vez por hora durante a noite. A árvore Austríaca foi representada graficamente 77 vezes, a cada dez minutos durante a noite. As bétulas pareciam estar num estado de relaxamento agradável durante a noite. De manhã, quando o sol surgiu, as árvores voltaram a erguer-se e os seus ramos e folhas pareciam ter acordado.

Este fenómeno é mais facilmente reconhecido nos girassóis, que visivelmente se inclinam à noite e acordam para enfrentar o sol durante o dia.

“Estes estudos foram apenas realizados em pequenas plantas, mas aqui, foi possível realizar este teste ao ar livre e em árvores totalmente crescidas”, disse Eetu Puttonen do Instituto de Pesquisa Geomático Finlandês. “Esta é a primeira experiência do seu tipo.”

A PRESSÃO DE ÁGUA CELULAR E O RITMO CIRCADIANO EXPLICAM A ROTINA DE SONO DAS ÁRVORES

A ciência por trás do sono das árvores está ligada à pressão da água dentro das células da planta. À noite, um processo chamado pressão de turgescência ocorre onde a pressão da água diminui dentro das células. Visto que o processo de fotossíntese pára no escuro, a pressão turgor entra em acção. “Isso significa que os ramos e os caules tornam-se menos rígidos e, mais propensos a se inclinarem sob o seu próprio peso”, diz Zlinszky.

Sem a luz do sol, as árvores deixam de usar activamente água e dióxido de carbono para criar açúcar. Quando não há nenhuma luz solar, as folhas de forma inteligente fazem uma pausa e descansam, conservando energia. Durante o dia, as folhas das árvores erguem-se ao máximo para maximizar a sua capacidade de absorver a luz solar.

Zlinszky está ansioso para captar em seguida imagens de choupos e castanheiros. Ele diz que os cientistas já decodificaram os genomas destas árvores e descobriram que elas são geneticamente programadas para terem um ritmo circadiano. Ao estudar estes genes do ritmo circadiano, Zlinszky e a sua equipe podem ser capazes de explicar por que as árvores dormem assim como pessoas. O fenómeno pode estar relacionado com o fato d que as árvores estão inerentemente a redefinir os seus relógios biológicos a cada dia.

 

Fonte:

http://www.naturalnews.com/054251_trees_sleeping_circadian_rythms.html

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: