Posts recentes

Autoridades Norte-Americanas Pedem Ataques Militares Contra Damasco

6578ac99-ce5a-4d7b-a1b8-4920cf6ec577

Funcionários  do Departamento de Estado dos EUA, pediram ataques contra o governo do presidente Sírio, Bashar al-Assad.

De acordo com o Wall Street Journal dezenas de funcionários do Departamento de Estado, assinaram um memorando interno que apela que sejam realizados ataques militares contra o governo de Damasco.

O “memorando do canal de dissidência” foi assinado por 51 funcionários envolvidos no aconselhamento sobre a política da Síria em várias capacidades.

“A incapacidade de conter os abusos flagrantes de Assad, apenas reforçará o apelo ideológico de grupos como Daesh, mesmo que sofram retrocessos tácticos no campo de batalha”, pode-se ler no documento.

O relatório afirma que o documento pede repetidamente “ataques militares selectivos” contra o governo Sírio.

No documento, os funcionários criticaram a política dos Estados Unidos na guerra Síria.

O Departamento de Estado reconheceu a existência do memorando como uma comunicação diplomática confidencial, mas não fez comentários sobre o seu conteúdo.

O documento interno pode ser uma tentativa de moldar as perspectivas da política externa da próxima administração dos EUA, disse um funcionário não identificado, familiarizado com o documento.

Os Estados Unidos e os seus aliados formaram uma coalizão que tem vindo a realizar ataques aéreos contra os chamados terroristas Daesh na Síria desde Setembro de 2014, sem qualquer autorização de Damasco ou de um mandato da ONU. A coalizão tem sido repetidamente acusada de segmentação e de matar civis. Também tem sido largamente incapaz de cumprir o seu objectivo declarado de destruir Daesh.

Os terroristas Daesh, que inicialmente foram treinados pela CIA na Jordânia em 2012 para desestabilizar o governo Sírio, estão envolvidos em crimes contra a humanidade nas áreas sob o seu controlo.

A Síria tem lutado com um conflito mortal por quase cinco anos, o qual atribui a culpa a certos Estados estrangeiros. Mais de 470.000 pessoas foram mortas e milhões foram deslocadas no país árabe, de acordo com um relatório de Fevereiro do Centro de Investigação de Política Sírio. A militância também teve um custo alto na infraestrutura do país.

 

Fonte:

http://www.presstv.ir/Detail/2016/06/17/470815/US-attack-Syria

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: