Posts recentes

A Grã-Bretanha Pode Permanecer na UE, Visto que Londres “Não Faz a Menor Ideia” de Como Sair – Kerry

5773c6a7c46188f8478b4567

Secretário de Estado dos EUA John Kerry © Nicolas Asfouri / Reuters

A Grã-Bretanha pode permanecer na UE num futuro previsível, dado que a Downing Street parece não saber como negociar o divórcio, disse o Secretária de Estado dos EUA John Kerry, em Colorado no Aspen Ideas Festival, um dia depois de falar com o Primeiro-Ministro David Cameron.

O Reino Unido terá que aplicar o artigo 50 do Tratado de Lisboa, para poder sair da UE, que serviria para por em andamento um processo que pode durar meses, se não anos, antes que seja formalizada a saída. Isso envolveria uma série de renegociações de tratados e de outras dores de cabeça para a Grã-Bretanha.

“Este é um divórcio muito complicado”, disse Kerry à plateia em Colorado, dias após Cameron ter anunciado a sua demissão. O PM britânico sente-se “impotente” para negociar a saída do país, tendo ele feito uma campanha para permanecer. De acordo com o Secretária de Estado Americano, esta é uma “conclusão justa – ir e iniciar a negociar por algo que ele não acredita e do qual ele não tinha a mínima ideia de como o faria”

De acordo com Kerry, nem mesmo os activistas de alto nível a favor da ‘Saída’ como o ex-prefeito de Londres, Boris Johnson, têm pressa em sair. Se isso significa que a Brexit pode ser revertida ainda não está claro, disse Kerry em resposta à pergunta de um repórter.

“Penso que existem várias maneiras” de mitigar os danos, disse Kerry.

“Na qualidade de Secretário de Estado não tenho intenções de expulsá-los hoje. Penso que isso seria um erro “, disse ele. Os EUA continuam a apelar ao diálogo entre Londres e Bruxelas.

Na terça-feira, o Presidente Barack Obama comentou sobre a Brexit numa entrevista com a NPR: “Tem havido um pouco de histeria após o voto da Brexit, como se de alguma forma a OTAN tivesse deixado de existir, a aliança transatlântica estivesse a desintegrar-se e, cada país estivesse a correr para o seu próprio canto. Não é isso o que está a acontecer.”

Mas com a instabilidade política e económica a afectar o bloco, alguns membros da UE estão ansiosos que a Grã-Bretanha aja rapidamente e, esperam adoptar uma postura inflexível para com o Reino Unido, independentemente do que eles decidirem fazer.

Ao contrário de Kerry, que parece querer que a UE não seja muito dura com Londres, a Chanceler alemã, Angela Merkel acredita que o Reino Unido “não pode esperar ter mais obrigações, para manter os privilégios” associados com a adesão à UE.

“Deve haver e haverá uma diferença notável entre, se um país quer ser um membro da família da União Europeia ou não”, disse ela. Merkel também mostrou-se confiante de que a UE será “forte o suficiente” para sobreviver a Brexit, prometendo fazer tudo para manter o bloco intacto.

Quanto à possibilidade de a Grã-Bretanha realmente ficar, ela considerou o fato de “pensamento positivo … Eu quero dizer muito claramente … que não vejo nenhuma maneira de reverter isso.”

Na Grã-Bretanha, o líder do UKIP e proeminente Eurocéptico Nigel Farage continua a expressar a crença de que o país poderia sair-se bem, caso negociasse com a união, na qualidade de não membro.

De qualquer maneira, existe agora o medo de que toda a União esteja em causa, com a especulação de que mais membros de peso possam sair em breve, incluindo a Áustria, França e a Holanda.

O Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker, por sua vez, quer que a Brexit seja o mais transparente e o mais suave possível e, pediu para que não haja “nenhuma negociação a portas fechadas em salas cheias de fumo”.

Dirigindo-se ao Parlamento Europeu na terça-feira, Juncker pediu ao governo Britânico para agir com “clareza”, dizendo que as “consequências” do voto ‘Sair’ da semana passada devem ser vistos.

No entanto, o Primeiro-Ministro Britânico cessante David Cameron, tem resistido à pressão para começar o processo de negociações de dois anos o mais rapidamente possível, insistindo que o seu sucessor deve decidir quando emitir a intenção formal do país em deixar o bloco. No entanto, um novo PM pode não ser nomeado até 2 de Setembro.

 

Fonte:

https://www.rt.com/news/348875-brexit-may-not-happen/?utm_source=browser&utm_medium=aplication_chrome&utm_campaign=chrome

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: