Posts recentes

Robô de IA capaz de aprender, Contratado Pelo Conselho de Londres… Para Atendimento Ao Cliente

IA

© ipsoft.com

Um conselho do norte de Londres será um dos primeiros órgãos do governo a empregar, um trabalhador robótico autodidacta hiper-inteligente para ajudar com o serviço ao cliente.

O Conselho de Enfield está prestes a lançar no Outono o ‘empregado virtual’ chamado Amélia. A inteligência artificial (IA), criada pela empresa de tecnologia IPSoft baseada em Nova York, é capaz de controlar as emoções dos clientes e manter milhares de conversas ao mesmo tempo.

O chamado “agente cognitivo” será capaz de responder as perguntas dos moradores e ajudar com a certificação de licenças e autorização de pedidos através de chat de texto ou da voz de um avatar digital.

Se Amelia for incapaz de responder a uma pergunta, a IA irá chamar um colega humano para ajudar e aprender com a interacção subsequente, permitindo que ela seja capaz de responder uma pergunta semelhante numa próxima vez.

“Os clientes não devem sequer notar que estão a falar com Amelia”, disse James Rolfe, Director do Conselho de Finanças, Recursos e Serviços ao Cliente de Enfield.

“Trata-se de libertar o nosso povo para que deixe de fazer coisas quotidianas que Amelia pode resolver com rapidez, portanto, as pessoas terão mais tempo para lidar com problemas mais complexos”, disse Rolfe.

“Estamos muito entusiasmados em ter a primeira implantação por parte do governo e vemos uma grande oportunidade para que este tipo de tecnologia forneça serviços de primeira linha”, disse Frank Lansink, Presidente Executivo da IPsoft para a UE.

O Conselho de Enfield, que sofreu mais de 300 despedimentos no ano passado, não revelou quanto pagou por Amelia. Embora Rolfe disse que “não existem planos” para demitir qualquer um dos 50 funcionários do Call Center actualmente contratados pelo Conselho, Amelia causou temores de que brevemente, mais postos de trabalho poderão estar em risco.

Cerca de 35 por cento dos empregos no Reino Unido estão em alto risco de robotização até  2036, de acordo com um estudo recente, realizado pela Oxford e Deloitte.

Desde 2000 até a data presente, já foram perdidos 750.000 empregos no sector industrial, enquanto que o sector do comercio por grosso e a retalho constatou uma perda de 338.000 empregos, de acordo com os números do Departamento para Estatísticas Nacionais (ONS).

“Não houve nenhum tipo de debate sobre isso em Enfield e as implicações poderiam ser enormes”, alertou o vice-líder da oposição do grupo conservador de Enfield, Jo Laban.

“Parece que haverá um sério impacto sobre a prestação de serviços e, potencialmente, perdas de emprego.

“Os moradores querem interagir com pessoas reais que podem demonstrar alguma empatia pelas suas preocupações e, não uma Inteligência Artificial.”

 

Fonte:

https://www.rt.com/uk/346920-robot-worker-artificial-intelligence/?utm_source=browser&utm_medium=aplication_chrome&utm_campaign=chrome

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: