Posts recentes

Almas Gémeas?

twin

Este parece ser um tema popular; chamas gémeas e almas gémeas. Muitas pessoas caíram nesta ilusão. Eu sei, George Kavassilas fala muito sobre isso, mas eu nunca acreditei nisso. Isto significaria que não somos inteiros e completos dentro de nós mesmos e, portanto precisamos procurar a nossa outra metade. Boa sorte com isso. Eu tenho uma pergunta muito simples:

“Quais dos grandes sábios alguma vez mencionou sobre almas gémeas”?

É isso mesmo, nenhum deles. Isto vem das tradições tântricas que nos foram dadas e, a nova era mergulhou nela como se fosse ouro. É tudo ilusão.

Agora, existem algumas pessoas que têm uma tendência para reencarnar com alguém e, é uma coisa verdadeiramente linda poder encontrar alguém que podes realmente amar e passar o resto da tua vida. Mas isso parece ser raro nos dias de hoje, principalmente porque nunca aprendemos como devemos nos relacionar com o sexo oposto de forma correta. Os sortudos podem descobrir isso mais tarde, depois de muitas tentativas falhadas.

twin

As pessoas têm a tendência de “apaixonar-se” a tal ponto que, as faculdades racionais desligam-se e, a pessoa fica neste estado emocional elevado, com óculos cor de rosa e um falso estado de euforia. Isso não é amor, mas apenas paixão. Todo mundo ao seu redor pode ver que você está perdido neste estado ilusório, mas a pessoa que experimenta a paixão, acredita realmente que está a amar e que o amor vai superar de forma magica todos os obstáculos materiais.

Os filmes estão cheios dessa ilusão mágica e, as pessoas ficam todas emocionadas sobre os casos românticos. Estas situações geralmente acabam muito mal. Eckhart Tolle explica que esse estado emocional é tudo sobre dependência e apego. Não tem nada a ver com amor.

No meu livro, A verdade Nua e Crua, eu escrevi:

“Na manhã de 01 de Janeiro de 2004, eu tive um despertar ainda mais profundo, que fez com que o primeiro grande despertar parecesse pálido. Este foi um despertar muito mais profundo e, estava ciente de muitos conhecimentos mais profundos de quem eu sou. Mais uma vez, estes conhecimentos vieram como ondas de revelações que emanam de um aspecto ainda mais profundo do meu ser interior. Uma das primeiras revelações foi que eu estava novamente completo. Não faltava nada. Eu tinha despertado para o fato de que eu sou inteiro e completo. Não era necessário mais nada do mundo externo. Esta foi uma sensação nova e muito gratificante para mim.

“Vi que durante a minha vida inteira eu nunca me senti completo. Havia sempre algo que faltava, como se a minha consciência estivesse permeada com enormes buracos vazios dos quais eu precisava constantemente encher. Tenho certeza que muitos de vocês sentem a mesma coisa.  Falta sempre algum coisa, então passamos toda a vida tentando preencher esses buracos para nos sentirmos completos. Trabalhamos todos os dias para tentar preencher esses buracos com muitas coisas externas e pessoas. O vestido novo, o novo gadget tecnológico, o carro novo, a casa nova, as férias, um passeio a noite na cidade, o novo brinquedo, mais comida, drogas, álcool e assim por diante. E claro, a coisa mais importante para mim foi o relacionamento íntimo. A minha “outra metade” para preencher esse vazio dentro de mim. Agora, o que acontece se preenchermos esses buracos com coisas externas e pessoas? Os furos não ficam cheios por muito tempo antes de precisarem ser preenchidos novamente. Esta é uma luta sem fim, sempre a procurar adquirir algo para preencher esses buracos. É como encher os buracos com água. Eles se enchem temporariamente e sentimos satisfação temporária, depois os buracos secam ou a água se infiltra através da terra e os buracos ficam novamente vazios. E quantas coisas loucas fizemos para tentar preencher o vazio?

“As nossas vidas tornam-se inúteis. Nunca estamos satisfeitos por muito tempo antes que um buraco seja enchido. A coisa mais surpreendente é que esta é uma parte tão importante da nossa existência e nós nem sequer conseguimos vê-la. Quando finalmente percebi o que estava a acontecer, fiquei surpreso. Como é que eu nunca vi isso tão claramente antes? Sim, eu tinha uma vaga compreensão, observando-me através dos anos sempre me esforçando para tornar-me satisfeito, mas despertar verdadeiramente a um nível tão profundo foi bastante surpreendente; até mesmo embaraçoso por um momento”.

twin

Então, o que vemos é que o nosso sentimento de incompletude devido ao facto de não encontrar a alma gémea perfeita , é apenas um buraco, uma carência dentro de nós mesmos, que de alguma forma precisa ser preenchida por outra pessoa. Trata-se de co-dependência e, o que acontece é que cada pessoa no relacionamento é dependente da outra pessoa para preencher o vazio que sentimos dentro de nós. A co-dependência não é uma condição saudável e, coloca muito stress sobre o parceiro para preenchê-lo para nos fazer felizes.

Talvez deveríamos ser mais conscientes disso e agir de forma mais madura. A nossa vida avançaria de forma mais suave. Caso contrário, saltaremos de um relacionamento para o próximo, em busca desse sentimento mágico. Mas é exactamente isso – Magico. A grande ilusão que nos cativa.

 

Fonte:

Twin Flames? by Greg Calise

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: