Posts recentes

Obturações Dentárias Estão a Aumentar o Mercúrio no Sangue Para Níveis Alarmantes

dentist-dental-cleaning-cavities-fluoride-copiar

A próxima vez que o seu dentista lhe disser que tens uma cavidade e que precisa de uma obturação, certifique-se que, o que o seu dentista quer colocar na sua boca não contenha mercúrio. Ainda existem amálgamas dentárias que contêm mercúrio e numerosos estudos têm mostrado que podem ser muito problemáticas.

Um estudo recente apurou que as pessoas que tinham mais de oito obturações dentárias apresentaram níveis de mercúrio no sangue quase duas vezes mais alto do que as pessoas que não tinham obturações. Isto sugere que o mercúrio das obturações dentárias pode sair dos seus dentes e entrar na corrente sanguínea. Os autores do estudo comentaram que as suas descobertas levantam significativas questões de segurança para as pessoas que já têm níveis elevados de mercúrio, bem como para aqueles que consomem uma grande quantidade de frutos do mar.

Apesar da esmagadora evidência que o mercúrio é tóxico, a Associação Dentária Americana continua a afirmar que a amálgama das obturações são completamente seguras. Afirma o próprio site da ADA:

“A amálgama dentária é considerada um material seguro, barato e durável que tem sido utilizado para reconstruir os dentes de mais de 100 milhões de Americanos. Contém uma mistura de metais tais como prata, cobre e estanho, para além do mercúrio, transformando estes componentes numa substância dura, estável e segura.”

Por outro lado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que o mercúrio pode ser perigoso para a saúde humana, mesmo em pequenas quantidades. A OMS classifica o mercúrio como um dos dez principais produtos químicos que suscitam preocupações para a saúde pública e, salienta que o mercúrio pode ter “efeitos tóxicos nos sistemas nervoso, digestivo e imunitário, nos pulmões, rins, pele e olhos.”

A amálgama dentária tem sido usada há mais de cem anos, mas isso não significa que seja segura. A ADA admite que usa mercúrio, que é conhecido por ser tóxico para os seres humanos. As preocupações sobre a presença de mercúrio neste material obturador não são novas. O co-autor do estudo Xiaozhong “John” Yu, PhD, professor assistente de Ciências da Saúde Ambiental na Universidade da Georgia diz que os estudos anteriores sobre o assunto têm sido inconsistentes e muito limitados, o que fez com que a sua equipe investigasse a questão.

O Dr. Yu e os seus colegas iniciaram o seu estudo analisando dados de 15.000 pessoas durante dois períodos de estudo diferentes, de 2003 a 2004 e de 2011 a 2012. No primeiro grupo, a análise de sangue revelou que as pessoas com oito obturações tinham níveis de mercúrio no sangue que eram 2,4 vezes maior do que aqueles que não tinham obturações. No segundo grupo, também foi observado uma associação semelhante, porém os níveis de mercúrio não eram muito altos, mas os autores do estudo notaram que isso é provavelmente devido ao aumento da disponibilidade de alternativas livres de mercúrio.

Independentemente disso, enquanto a quantidade média de mercúrio no sangue das cobaias estavam consideravelmente abaixo dos limites de segurança estabelecidos pela EPA e pela OMS, ainda há motivos para preocupação.

O Dr. Yu disse ao site Health, “Uma pequena percentagem dessas pessoas estavam alem desses esses limiares. Se você tem outras exposições, por exemplo se comes peixe todos os dias, essa quantidade [mercúrio] podem aumentar no corpo.”

O Dr. Yu também salientou que o estudo não só detecta um aumento total de mercúrio, mas também um aumento nos níveis de Metil-mercúrio – que é a forma mais perigosa da toxina. Enquanto um Americano médio tem apenas três obturações dentárias, aproximadamente 25 por cento da população tem 11 ou mais. A evidência deste estudo sugere que estas pessoas em particular estão em risco de sofrer os efeitos negativos do mercúrio.

A ADA respondeu a este estudo, insistindo que as amálgamas são completamente seguras e deu a entender que o estudo pode estar a “sobrestimar” o impacto do mercúrio em amálgamas dentárias. No entanto, visto que o estudo incluiu obturações feitas a partir de amálgama dentária e compostos livres de mercúrio, o Dr. Yu afirma que isso poderia levar a uma sub-estimação do impacto negativo que o mercúrio tem sobre as pessoas em todo o país.

Embora a saúde dentária pode não ser uma prioridade para muitas pessoas, será que vale a pena ser envenenado?

 

Fonte:

http://www.naturalnews.com/055604_mercury_dental_fillings_blood_poisoning.html#ixzz4Ml528QPK

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: