Posts recentes

Microondas, Wi-Fi e Outros Sinais CEM, Ligados a Dores de Cabeça, Fadiga, Depressão, Ansiedade e Muito Mais

computer-electronic-light-copiar

A multiplicidade de dispositivos “inteligentes” no mercado hoje, está a tornar a vida mais fácil e a comunicação mais simplificada. Mas algumas das mais recentes pesquisas publicadas nas revistas de ciência sugerem que estes produtos de consumo diário — tudo desde fornos microonda ordinários e Smartphones à routers modernos e contadores “inteligentes” radioactivos — estão sistematicamente a destruir  a saúde humana.

Enxaquecas, fadiga crónica, depressão, ansiedade e, entre muitas doenças comuns que estão cada vez mais ligadas a estas tecnologias, que bombardeiam o corpo com frequências radioactivas, foram reconhecidas por perturbar o ritmo biológico do organismo. Alguns estudos mostram que os campos electromagnéticos (CEM) podem despolarizar as membranas que protegem o tecido nervoso e muscular, danificar as células e facilitar a duração de vida da oxidação dos radicais livres.

Um estudo recente publicado no jornal Electronic Physician desvenda tudo, explicando como os CEM perturbam consideravelmente o equilíbrio fisiológico humano de várias maneiras. Ambos os CEM térmicos e os não térmicos são prejudiciais, observa o estudo, acrescentando que os CEM em geral são conhecidos por modificar directamente o comportamento das células e tecidos, na verdade prejudicando o sistema cardiovascular, a medula óssea, o ADN, o sangue, a função reprodutora e, muito mais.

O sistema endócrino, que fabrica os hormónios, também é interrompido pela exposição constante aos CEM, assim como são os órgãos vitais que acabam por funcionar em níveis menos ideais quando são bombardeados por estas ondas radioactivas. Os CEM são citotóxicos e genotóxicos, a soma desta investigação mostra que quase todos os sistemas do corpo são danificados pela sua presença – isso é o quão séria é a situação e, muitas pessoas ainda não estão conscientes disso.

“A exposição humana aos campos electromagnéticos vêm de muitas fontes e, as situações são diferentes na vida quotidiana das pessoas”, explica o jornal. “Há muitos factores que influenciam o grau em que as pessoas podem ser afectadas pelos CEM … Se o sistema biológico do corpo for exposto aos campos electromagnéticos que produzem correntes e campos eléctricos que na verdade, lida com a tensão e corrente, o equilíbrio fisiológico normal é perturbado.”

Documentos governamentais desclassificados admitem que os CEM são um perigo grave para a saúde.

Curiosamente, tem sido secretamente conhecido pelo governo dos EUA há várias décadas que os CEM são imensamente prejudiciais. Mas esta informação tem sido deliberadamente mantida em segredo e longe dos holofotes, a fim de manter estas tecnologias disponíveis para as entidades que as utilizam para fins malévolos.

Catherine Frompovich, colaboradora do Natural Blaze, destaca como a tecnologia do microonda continua a avançar, apesar do seu histórico não tão seguro porque trata-se de uma tecnologia do tipo “guerra de sonho” que o governo dos EUA e outras entidades utilizam para fins secretos. Em outras palavras, apesar dos seus perigos conhecidos, os CEM são intencionalmente permitidos em níveis inseguros para acomodar a agenda daqueles que lucram com a sua utilização – ou pior, aqueles que os usam como arma biológica.

“Se as nações mais avançadas do Ocidente fossem mais rigorosas na aplicação das normas elevadas, talvez poderiam haver efeitos desfavoráveis sobre a produção industrial e a função militar”, explica um documento não classificado do Exército dos EUA, intitulado “Efeitos Biológicos da Radiação Electromagnética (Ondas de rádio e microondas) – países Comunistas da Eurásia (U)”.

“Os países Comunistas da Eurásia poderiam, por outro lado, aprovar normas estritas, mas permitir que os seus militares operassem sem restrições e, assim, ganhar vantagem em técnicas de guerra electrónica e o desenvolvimento de aplicações antipessoais.”

Os governos estão essencialmente a mentir para o público sobre os perigos dos CEM e agem como se as tecnologias emissores dos CEM são mais seguras do que realmente são, a fim de mantê-los em uso para fins militares secretos ou outros. Isso equivale a exploração flagrante da confiança do público no nosso sistema de regulamentação e, uma traição covarde das pessoas mais vulneráveis.

 

 

Fonte:

http://www.naturalnews.com/055686_wifi_EMF_pollution_illnesses.html

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: