Posts recentes

Ministro da Justiça Afirma Que a Bíblia Dá a Israel “Direito Legal” à Cidade Palestina

cattura-copiar

Israel não perdeu tempo em acelerar o deslocamento Palestino durante os primeiros 10 dias de 2017.

Na Terça-feira, o Ministro da Justiça Israelita, Ayelet Shaked, invocou a mitologia bíblica para defender a expansão da colonização judaica israelita na cidade ocupada de Hebron, na Cisjordânia.

“Este lugar foi comprado pelo patriarca Abraão pelo seu preço total, a primeira acção de venda do seu tipo no mundo, por isso temos direitos históricos e legais deste lugar”, disse ela num pequeno vídeo durante uma visita a Mesquita de Ibrahimi em Hebron.

Ela rejeitou os recentes “argumentos legais” que foram levantados sobre a construção e expansão de assentamentos, especialmente os das Nações Unidas.

Shaked também declarou em Hebron que “as desculpas” para bloquear a construção de assentamentos terminaram assim que o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump for impossado, de acordo com o The Jerusalem Post.

“[Nós] precisamos continuar a construir”, proclamou ela, acrescentando que a expansão dos assentamentos israelitas em Jerusalém Oriental, bem como o resto da Cisjordânia “é nosso direito”, informa o Post.

Shaked, que defendeu o genocídio dos palestinos, nega que Israel seja um ocupante e sugeriu que milhões de palestinos que vivem na Cisjordânia ocupada sejam desalojados sob jurisdição jordana.

Destruição de casas Palestinas

Enquanto isso, cerca de 80 quilômetros ao norte, uma frota de tratores destruiu 10 casas pertencentes a cidadãos palestinos.

As demolições fizeram com que o prefeito de Qalansawe, uma cidade de Israel, anunciasse a sua demissão em protesto de que ele não “tem o poder de mudar nada”, segundo a agência de notícias Ma’an.

Durante décadas, as autoridades israelitas “recusaram-se … a aprovar o plano da cidade”, acrescenta Ma’an. Os seus residentes palestinos tentaram parar as demolições, mas foram recebidos com força pela polícia israelita.

Um morador descreveu as demolições domésticas como parte das políticas de Israel de “opressão, injustiça e deslocamento”, relata Ma’an.

Também na terça-feira na Cisjordânia, as forças israelitas invadiram a cidade de al-Zawiya e entregaram avisos de demolição e proibição de construção a três famílias palestinas e a uma empresa de impressão, de acordo com Ma’an.

Também foram dadas ordens de demolição aos moradores da vizinha aldeia de Burqin no Domingo. Os assentamentos israelitas estão a se expandir rapidamente na área.

Na primeira semana de 2017, as autoridades de ocupação israelita em Jerusalém, demoliram duas casas pertencentes a palestinos, parte de uma onda de demolições que deixaram mais de 150 palestinos desabrigados na Cisjordânia em poucos dias.

 

 

 

Fonte:

https://electronicintifada.net/blogs/nora-barrows-friedman/justice-minister-claims-bible-gives-israel-legal-right-palestinian-city?utm_source=EI+readers&utm_campaign=9ac0b20256-RSS_EMAIL_CAMPAIGN&utm_medium=email&utm_term=0_e802a7602d-9ac0b20256-299185473

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: