Posts recentes

A Visão Extraterrestre: Quem Está Aqui e Por que – Por Gina Lake

51tonqgqodl-_sx331_bo1204203200_-copiar

PARTE I:

Quem Está Aqui e Por que

Capítulo Um:

De Onde Vieste e Para onde Vais

A Vossa Origem

As informações contidas neste capítulo poderão chocar muitos de vocês. É tão controversa que você pode não querer acreditar. No entanto, é hora de saber de onde você veio. No fim, a história da vossa origem será aceite, mas primeiro ela terá que ser introduzida por muitas fontes e de muitas maneiras diferentes. Esta, é apenas uma dessas fontes e uma dessas formas.

Os seres humanos não evoluíram naturalmente na Terra. Eles evoluíram a partir da engenharia genética de primatas por seres que visitaram o vosso Planeta há milhões de anos atrás. Esses extraterrestres foram as primeiras espécies inteligentes a descobrir a Terra, para além de uma antiga colónia de extraterrestres que havia desembarcado aqui e abandonou o Planeta quando os vossos antepassados extraterrestres chegaram.

Que os extraterrestres alteraram o DNA de certos primatas na Terra para criar a espécie humana é, sem dúvida chocante, no entanto, os vossos cientistas estão a começar a brincar com esta mesma tecnologia – como diz o ditado “Tal pai, tal filho”. Independentemente de vocês aprovarem isso ou não, a engenharia genética tem sido parte da história humanoide, sempre que os humanoides fossem inteligentes o suficiente para usá-la.

Vocês são apenas uma forma de vários humanoides. O universo está povoado com muitas, muitas formas humanoides, com algumas semelhanças básicas. Vejamos algumas dessas semelhanças, como uma forma de definir o que queremos dizer com humanoide. Os humanoides são geralmente apresentados como bípedes de corpo erecto, têm (geralmente) dois braços e vários dedos. Eles têm órgãos sensoriais, que variam de espécie para espécie, no vosso caso, um nariz, uma boca, pele, olhos e ouvidos. Eles também têm cabeças e, claro em diferentes proporções para os seus corpos, os quais contêm um cérebro ou mecanismo similar que controla o funcionamento intelectual e físico. Os seres que possuem esses atributos físicos gerais, pode-se dizer que têm uma forma humanoide. Os seres humanos são apenas uma espécies de humanoides, aquele encontrado no vosso planeta.

Os primeiros primatas da Terra, tinham uma forma humanoide. No entanto, eles não poderiam ser chamados humanoides porque lhes faltava o ingrediente mais importante de todos: uma alma.

Assim, o componente humanoide mais importante não é físico e, sim espiritual. Ou seja uma alma (não apenas inteligência) é o que separa os seres humanos de outras criaturas vivas da Terra. Nenhuma outra criatura na Terra, excepto os cetáceos (golfinhos e baleias) possui uma alma individual. Todos os outros têm uma alma de grupo ou colmeia.  A alma pode  evoluir a inteligência, mas a inteligência, embora evolui, não pode evoluir a alma. Assim, as criaturas na Terra continuam a evoluir de forma inteligente, mas elas nunca terão uma alma, como resultado.

Somente os humanos e os cetáceos têm esse privilégio e essa responsabilidade. Os seres que colonizaram o planeta sabiam disso. Eles sabiam que a inteligência por si só não poderia criar alma. Eles sabiam que os primatas não teriam evoluído por si mesmos em seres humanos tal como vocês conhecem hoje. Se os humanoides tivessem que viver na Terra, eles teriam que vir de outro lugar e adaptarem-se a Terra ou serem geneticamente criados com a ajuda de uma espécie já existente na Terra. Vocês já perceberam que, até mesmo a alma está codificada nos genes? E está. Tudo está. Adaptar-se a um planeta estranho, no entanto, pode levar muitas centenas de anos e ser muito doloroso, especialmente no início. Esta adaptação também tem um preço na vida, algo que os seus antepassados queriam evitar, tanto quanto possível. Portanto, eles escolheram criar humanoides, combinando os seus próprios genes com os genes dos primatas para criar híbridos.

Esta hibridação continuou por muitos milhares de anos até que os extraterrestres pudessem relacionar-se com os híbridos e tivessem filhos. Nesta altura, a engenharia genética foi terminada e deixou-se que a evolução continuasse de forma natural. Houve muitos longos períodos em que os extraterrestres não estavam envolvidos de forma activa em procriar com os humanoides em evolução. Os períodos em que os extraterrestres estavam mais envolvidos resultou em avanços extraordinários, mas estes períodos tornaram-se cada vez menos a medida que a humanidade evoluía. Vocês podem pensar que criar vida através da engenharia genética não seja ético. Se isso vos parece “brincar de Deus”, então vocês não são os únicos a pensar assim. Este assunto é contro-verso até mesmo entre extraterrestres avançados. E visto que se trata de um universo de livre-arbítrio, isso significa que qualquer pessoa que inventa algo pode usá-lo. Assim como qualquer outra escolha, isso resulta em aprendizagem. Vocês estão aqui para aprender e, nesse sentido, não existem escolhas erradas; cada escolha conduz a aprendizagem de algum tipo. Da perspectiva do Criador, caso possamos assumir que compreendemos o Criador, a criação de um outro veículo para a vida senciente não só é permitido, mas é também aplaudido. Como isso é feito, onde isso leva e, os motivo para fazer isso é o que pode ou não ser considerado ético.

  • Quais foram os motivos para a criação da espécie humana na Terra?

Os motivos foram diversos, como seria para qualquer empreendimento que exigisse a cooperação de muitas pessoas.

Muitos dos vossos criadores respondiam ao desejo de um posto avançado para uma futura reencarnação dos seus Eus – um outro mundo onde pudessem reencarnar. Outros respondiam à mesma unidade científica e curiosidade que incita muito do vosso trabalho científico. Enquanto que para outros, esta experiência (e foi uma experiência, uma vez que o resultado era desconhecido) era uma oportunidade sagrada de co-criar com o Criador. Este último grupo devia dar orientação espiritual para o projecto. Assim, embora houvesse muitos motivos para a criação da vida humana na Terra, os participantes reconheceram a responsabilidade espiritual daquilo que eles propunham e procuraram orientação espiritual sobre como obté-la. No entanto, sendo falíveis como eram, eles nem sempre acatavam ou entendiam claramente o conselho espiritual que recebiam.

Isto resultou em muita aprendizagem para eles. As suas interacções com vocês hoje, são diferentes do que eram no passado, por causa daquilo que eles aprenderam sobre ser “deuses”. Eles não voltarão a cometer os mesmos erros feitos no passado, mas ainda podem cometer erros! Hoje, vocês deparam-se com os mesmos dilemas que eles tiveram. Eles questionaram-se se poderiam criar uma forma de vida que beneficiaria o planeta; você pergunta (ou devias perguntar) o mesmo da tecnologia e produtos químicos que vocês criam. É impossível saber como qualquer criação será usada ou como ela irá evoluir, mesmo que você tenha objectivos específicos em mente, porque depois de teres criado, está fora do teu controlo e torna-se algo que os outros fazem de acordo com o seu livre arbítrio. Num universo de livre-arbítrio, é difícil prever o futuro, até mesmo para seres avançados como os vossos antepassados. E, infelizmente, a inteligência não é suficiente para garantir criações benéficas. A capacidade de criar criações benéficas não depende apenas da inteligência do criador, mas do desenvolvimento espiritual do criador. Quanto mais o criador estiver alinhado com o Criador, mais benéfico será a criação para o Todo.

Por outro lado, quanto mais desalinhado e quanto mais intelectualmente avançado for o criador, mais prejudicial será a criação. O desenvolvimento intelectual não necessariamente se iguala ao desenvolvimento espiritual e, de fato, muitas vezes interfere. Nós dissemos que os vossos antepassados procuraram orientação espiritual para o seu trabalho. Isso vai para o seu mérito, porque muitos seres no universo não estão tão espiritualmente avançados como os vossos antepassados, mas no entanto são ainda capazes de realizar manipulação genética. Mundos vieram e se foram por causa de tais indivíduos, que não sentiram a sua conexão com o Criador, mas sentiram-se no direito de agir como criador e Deus para as suas criações. Estas experiências falharam e, os criadores (e as suas criações) aprenderam. Na verdade, muitos dos criadores apenas puderam aprender depois de reencarnarem como uma de suas criações! E assim por diante. Até mesmo as piores situações podem ser usadas para evoluirmos.

Serviço aos Outros e Serviço para si Mesmo

Os vossos antepassados, apesar de não serem espiritualmente avançados como estão agora, eram avançados o suficiente para reconhecer a presença do criador nas suas vidas e a importância de procurar orientação do Criador e aprovação para as suas acções. Eles acreditavam naquilo que faziam na terra. As suas motivações como um todo, era de servir o Criador. Esta orientação em servir o Criador é frequentemente chamada de o caminho do serviço aos outros (ou simplesmente, o caminho do serviço), em oposição ao caminho do serviço individual. O “Serviço aos outros” e o “serviço individual” são nomes para duas abordagens diferentes para a evolução. Aqueles que estão no caminho do serviço aos outros, como o nome implica, acreditam que é possivel regressar ao Criador (evoluir) servindo aos outros. Aqueles que estão no caminho do serviço individual acreditam que regressam ao Criador servindo a si mesmo. Eles acreditam que servindo a si mesmo, eles estão a servir o Criador. Os vossos antepassados estavam no caminho do serviço aos outros. Estes dois pontos de vista foram desenvolvidos porque o universo físico é formado em torno de polaridades: amor / ódio, luz / treva, masculino / feminino, yin / yang, tristeza / alegria. Essas polaridades criam o terreno a partir do qual surgem as lições da existência física. Por exemplo, a tristeza cria uma unidade para a felicidade e, é reconhecida quando é encontrada por causa da experiência anterior da tristeza.

Assim, os seres sencientes no universo físico, aprendem a voltar para Deus (bondade) por terem a liberdade de experimentar o seu oposto: o auto-envolvimento. A loucura do caminho do serviço-individual, graças à dor que ela gera, é sempre finalmente reconhecida, embora às vezes só depois de muitas encarnações. Aqueles que escolhem um caminho de serviço-individual, eventualmente, mudam caminhos e completam a sua evolução servindo os outros. Isto, sem dúvida, levanta muitas questões.

  • Será que todos nós primeiro escolhemos servir a nós mesmo e depois mudamos e servimos os outros?
  • Ou somos um ou a outra orientação e em seguida, mudamos posteriormente se formos do tipo serviço-individual?

Todos começam as suas encarnações físicas no caminho do serviço individual e ou mudam-se rapidamente ou menos rapidamente para o caminho do serviço aos outros. Embora a maioria não permanece por muito tempo no caminho do serviço individual, alguns permanecem lá por milhares de encarnações antes de decidirem mudar. Essas pessoas muitas vezes reencarnam juntos várias vezes, criando sociedades (planos completos – Ets) criadas inteiramente de indivíduos no caminho do serviço individual. Estes mundos são um tipo de inferno, mas é um caminho para aqueles que estão neste caminho aprenderem que esta não é uma maneira de evoluir.

Eventualmente, eles percebem as limitações do caminho do Serviço-Individual. Embora possam desenvolver intelectualmente, fisicamente, tecnologicamente e, em outros aspectos, servindo-se a si mesmo, uma sociedade de serviço individual não pode evoluir, uma vez que os seus membros não podem funcionar como um grupo. Como resultado, tal sociedade não beneficia da experiência dos seus membros e, os seus membros muitas vezes acabam usando as suas habilidades contra os outros. As sociedades de Serviço Individual estão continuamente em guerra e derrubam continuamente a sua liderança. Se você pode imaginar um mundo sem a cooperação e governado pelo medo, então podes imaginar como é um mundo de serviço-individual. Há, naturalmente, servidores-individuais no vosso planeta. As almas mais jovens, aqueles que se encontram nas suas primeiras encarnações, são de serviço-individual. No entanto, há um outro grupo de serviço-individual no vosso planeta: aqueles que reencarnaram de mundos de serviço-individual, que comprometidos com o caminho do serviço-individual.

Eles são perigosos porque evoluíram intelectualmente e muitas vezes fisicamente, mas não espiritualmente e, eles usam os seus talentos para alcançar os seus próprios objectivos. Que eles têm esse desenvolvimento e nenhum senso da sua conexão com o Criador faz com que este tipo de serviço-individual seja perigoso. Os servidores-individuais são tão diversos como qualquer grupo aleatório de pessoas. Eles trabalham em muitas profissões diferentes, mas são particularmente atraídos para aquelas que envolvem poder. Grande parte da corrupção nos negócios e no governo é perpetrado por servidores-individuais, muitos dos quais são altamente inteligentes. Eles nunca são encontrados em profissões de serviço, excepto como impostores ou vigaristas que se aproveitam daqueles em necessidade. Eles não têm nenhuma simpatia para os necessitados, porque acreditam que todos devem ser auto-suficientes. Eles acreditam que aqueles que não podem cuidar de si mesmo aprenderão depois de serem enganados. Consequentemente, eles sentem um dever espiritual para aproveitar dos fracos.

Nesta categoria estão também os Magos Negros e satanistas, que de forma aberta ou não, praticam as Artes das Trevas. Aqui, novamente, o seu único interesse é poder e crescimento individual. Eles farão qualquer coisa, incluindo assassinato e mutilação, para conseguir o seu objectivo, que muitas vezes é simplesmente poder pelo amor do poder. Sentir-se poderoso é muitas vezes suficiente para eles. Eles obtêm poder tirando-o de outras pessoas através do controlo, medo e assassinato. Felizmente, são poucos os que têm esses sonhos grandiosos de como controlar o mundo ou um determinado país. Aqueles que conseguem poder mundano são susceptíveis de ter passado muitas vidas em planetas de serviço-individual como os da constelação de Orion, onde desenvolveram a sua inteligência e astúcia. Outro tipo de serviço-individual envolvido com a Terra actualmente, é um grupo de extraterrestre às vezes chamado de Greys, que estão a morrer por causa da inviabilidade do serviço-individual. Este grupo está a seguir um plano, do qual falaremos mais no capítulo a eles dedicado. Um outro tipo de serviço-individual evoluiu com o vosso planeta, mas nele também estão os extraterrestres (capaz de mudar de forma e, materializar e desmaterializar-se) multi-dimensionais da constelação de Orion.

 

 

Fonte:

transferir Graciano Constantino oferece tratamentos de Cura Energética. O tratamento pode ser feito pessoalmente ou a distância, normalmente através do skype ou se preferir basta simplesmente uma foto recente de modo a facilitar a conexão. Actualmente vivendo em Turim – Itália, Graciano dedica uma parte do seu tempo na arte da cura, trabalhando com plantas e também animais. Saiba mais sobre Graciano Aqui

Para saber mais sobre a técnica visite: Cura de Pura Energia

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: