Posts recentes

Elon Musk Promete Telepatia Entre Humanos (e Máquina) Com a Neuralink

Musk (Copiar).png

Como se as casas e os carros movidos por energia solar e as fábricas de gigawatts, juntamente com os seus empreendimentos no Space X, não fossem suficientes, o empresário multimilionário Elon Musk tem outro plano bizarro para a humanidade – pode-se dizer um chapéu de feiticeiro para os nossos cérebros. Tesla e Space X já estão a redefinir o futuro da humanidade, mas Neuralink, uma plataforma que usaria tecnologia futurista para melhorar os nossos cérebros, poderia alterar ainda mais o nosso mundo.

Com um explicador ele mostra-nos exactamente como o Neuralink suportado por um hackeamento do cérebro funcionará, Elon Musk apresentou os planos que nos levarão para o futuro em poucos anos. Entre outras afirmações, o Neuralink promete tornar possível a telepatia entre os seres humanos. Esta notícia deixou algumas pessoas muito felizes, mas outros são cautelosos. Neuralink será maior do que Tesla, e Space X juntos, ou trata-se apenas de um estratagema sorrateiro para nos convencer a abraçar um futuro transhumanista?

Musk já lançou as bases para este esforço, ao afirmar que a inteligência artificial (IA) é mais inteligente do que nós e, portanto, perigoso, por isso devemos nos tornar ciborgues até certo ponto se quisermos sobreviver. Ele argumenta que devemos nos unir com as máquinas para continuar a civilização humana. Parece-me tudo transhumanista, mas antes de assumir o pior, vamos mergulhar um pouco mais fundo no Neuralink.

Como funcionaria o Neuralink? 

O conceito de Musk é compartilhado por escritores de ficção científica como Iain M. Banks nos seus romances sobre uma civilização galáctica. A Agência de Projectos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA) também investirá pelo menos 60 milhões de dólares nos próximos quatro anos para desenvolver a tecnologia de interface neural implantável. Este programa chamado Neural Engineering System Design (NESD), tem como objectivo “melhorar drasticamente as capacidades de pesquisa em neurotecnologia e fornecer uma base para novas terapias”, pelo menos de acordo com o site da DARPA.

O Neuralink de Musk funciona tal e qual a versão de ficção cientifica. Na versão de ficção cientifica, um dispositivo chamado de laço neural é directamente implantado numa pessoa  através da sua corrente sanguínea, monitorando assim a libertação de certos neurónios que controlam o pensamento.

Na versão de Musk, o laço neural parece permitir que a IA funcione simbioticamente com o cérebro humano – argumentam algumas pessoas – permitindo que a consciência humana tenha precedência sobre qualquer domínio da IA.

Os sinais seriam captados e transmitidos sem fio, mas sem interferência dos nossos processos neurológicos naturais. Essencialmente, seria como o filme Sem Limites em esteróides – em vez de uma actualização farmacêutica, seria uma actualização digital do cérebro. Por exemplo, imagine escrever e enviar textos apenas usando os seus pensamentos.

Os especialistas em nanotecnologia já desenvolveram uma rede electrónica ultra-fina que pode fundir-se perfeitamente com o cérebro, mas também há experiências da PSI que mostram que os seres humanos já podem comunicar-se telepaticamente sem qualquer interferência da IA ​​e aperfeiçoamento tecnológico. Documentos desclassificados mostraram que o governo tem estudado extensivamente a telepatia humana, telecinesia e outras habilidades “sobrenaturais”, provando que não são meros inventos de pensadores ilusórios, mas traços reais que já estão inerentes dentro de nós.

Transumanista vs Transcendental   

Isso leva-nos ao argumento do transhumanista vs. transcendental, que agora tornou-se mais importante do que nunca.

Em primeiro lugar, qualquer tecnologia de IA pode ser manipulada para controlar o usuário final. Nós já aprendemos que o estado profundo está a usar tecnologias actuais como os nossos telemóveis, computadores e televisores para controlar o nosso pensamento, se não mesmo lavar-nos completamente o cérebro e, vigiar-nos, então isso levanta a questão se devemos confiar nas empresas de tecnologia, mesmo aquelas com aparentemente boas intenções como o Neuralink de Elon Musk, para “haquear” os nossos cérebros.

Em segundo lugar, a telepatia entre pessoas é um direito de nascimento, alguns poderiam argumentar, que foi profundamente suprimido pela banalização da nossa herança passada, entupindo-nos com produtos farmacêuticos que alteram o cérebro, toxinas em vacinas, alimentos transgénicos, pesticidas, herbicidas, flúor na água, etc. É um fato documentado que a glândula pineal, a pequena glândula localizada no centro do cérebro, é responsável pela comunicação telepática.

Se esta glândula estiver calcificada além do reconhecimento, devido às nossas condições ambientais, muitos de nós que já poderíamos estar a mostrar o domínio de alto nível de telepatia não podem fazê-lo. Nós, basicamente recebemos uma leve lobotomia. O hackeamento do cérebro já aconteceu, pode-se dizer e, não foi para melhor.

Muitas tradições antigas ensinaram que não precisamos de qualquer IA ou tecnologia sofisticada para explorar a “tecnologia” que já existe dentro de nós. À medida que aumentamos a nossa consciência, não só podemos nos comunicar com os outros sem qualquer problema, mas podemos até influenciar a realidade material.

Os Yoga Sutras mencionam especificamente a obtenção de poderes chamados “siddhis” que por exemplo incluem a clarividência, a clariaudiência, a telepatia entre as pessoas e a telepatia entre animais.

Existe também um texto conhecido como o Manual dos Nove Yin, que é uma compilação de numerosos manuscritos e antigas escrituras pertencentes a poderes psíquicos, técnicas de cura, clássicos de artes marciais e filosofia taoísta. Foi compilado por Huang Shang (黃裳) a pedido do Imperador Huizong durante a Dinastia Song.

Os antigos xamãs da cultura aborígene podem falar não só com pessoas que usam telepatia, mas com entidades espirituais. Você pode ler textos que são traduções directas de contos fornecidos na língua aborígene por três xamãs da Austrália Central, comumente chamados de “curandeiros tradicionais” ou “pessoas inteligentes” no inglês aborígene e como ngangkari no nativo Pitjantjatjara.

Estes são apenas alguns dos muitos textos esotéricos que a humanidade deve prestar atenção antes de aceitar a agenda transhumanista para se tornar um ciborgue.

Antes de concordarmos em ter entidades como DARPA, ou mesmo Musk inserir a nanotecnologia em nós, não deveríamos revisitar a sabedoria do nosso antigo passado? Isso pode salvar-nos de uma outra possibilidade – porque uma vez que nos tornarmos ciborgues máquina-homem, teremos feito o humanismo – verdade, lindo, liberdade e igualdade – completamente obsoleto. É um erro pensar que podemos nos melhorar sem humildade e graça, não importa quão avançada seja a nossa tecnologia material.

Fonte:  

http://www.wakingtimes.com/2017/04/27/elon-musk-promises-human-human-machine-telepathy-neuralink/

transferir Graciano Constantino oferece tratamentos de Cura Energética. O tratamento pode ser feito pessoalmente ou a distância, normalmente através do Skype ou se preferir basta simplesmente uma foto recente de modo a facilitar a conexão. Actualmente vivendo em Turim – Itália, Graciano dedica uma parte do seu tempo na arte da cura, trabalhando com plantas e também animais. Saiba mais sobre Graciano Aqui

Para saber mais sobre a técnica visite: Cura de Pura Energia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: