Posts recentes

As Experiências Dos Seus Avós Podem Afectar Os Seus Genes

issue2epigenetics1_large (Copiar)

Estudos sobre as populações humanas sugerem que a nossa saúde e longevidade podem ser afectadas pelas dietas e experiências dos nossos avós. Por exemplo, os estudos de uma pequena comunidade no norte da Suécia, onde registos históricos detalhados foram mantidos, encontraram correlações entre a disponibilidade de alimentos por uma geração e a taxa de mortalidade para os netos dessa geração.

Mas a natureza exacta desses efeitos e a forma como eles são transmitidos por gerações permanecem incertas. No laboratório de Susan Strome na Universidade da Califórnia em Santa Cruz, a pesquisa sobre um minúsculo Nemátodos chamado C. elegans está a ajudar a resolver esse quebra-cabeça.

“O NIH está a apoiar esta pesquisa básica num organismo modelo porque é a única maneira de abrir os mecanismos por trás das correlações observadas em estudos humanos. Não se pode fazer esses tipos de experiências em seres humanos”, disse Strome, um ilustre professor de biologia molecular e de desenvolvimento celular.

Os biólogos suspeitaram há anos que algum tipo de herança epigenética ocorre a nível celular. Os diferentes tipos de células nos nossos corpos fornecem um exemplo. As células da pele e cerebrais têm diferentes formas e funções, apesar de terem exactamente o mesmo DNA.

Os cientistas entenderam há muito tempo como os traços hereditários são transmitidos de geração em geração através das sequências de DNA dos genes. Eles também descobriram como os genes são activados ou desactivados em diferentes células, de modo que diferentes conjuntos de genes são activos nas células do fígado e da pele, por exemplo. Isso envolve mudanças “epigenéticas” que não alteram a sequência do DNA, mas adicionam modificações químicas no próprio DNA ou às proteínas das histonas com as quais o DNA é embalado nos cromossomas. As mudanças epigenéticas na expressão genética também podem resultar de factores ambientais, tais como a dieta ou exposição a toxinas.

Uma questão-chave foi se essas mudanças podem ser passadas por gerações. A ideia de que as modificações epigenéticas podem causar alterações na expressão genética que são transmitidas de uma geração para outra é conhecida como “herança epigenética transgeneracional”. É um conceito revolucionário que permanece um pouco controverso, apesar da evidência crescente que a apoia.

O laboratório de Strome fez um contributo crucial para este campo em 2014 com um estudo que demonstra como as marcas epigenéticas que reprimem os genes podem ser transmitidas através de gerações através das células de linha germinativa – óvulos e esperma – que se unem para formar um novo organismo.

“Nós desenvolvemos um sistema muito poderoso para estudar como as informações epigenéticas passam entre as gerações e, nos dá a capacidade de desvendar os mecanismos envolvidos”, disse Strome.

Com a nova concessão, o seu laboratório abordará três questões principais: qual é a natureza da informação epigenética que é transmitida através de gerações, como a informação epigenética herdada é propagada e mantida através de múltiplas divisões celulares e quais são as consequências?

“Queremos criar um mapa detalhado das marcas epigenéticas no esperma, no óvulo e no embrião inicial. Isso nos permitirá abordar uma série de questões importantes, tais como é que os embriões lidam com as marcas potencialmente conflitantes herdadas dos pais?”, Disse Strome.

Ela também planeia testar se as mudanças na expressão de genes causadas por um ambiente stressante podem ser passadas de pais para o filho através de marcas epigenéticas. Ao usar a exposição ao álcool como estressor, os pesquisadores perfilarão padrões de expressão genética e marcadores epigenéticos em vermes stressados ​​e não stressados ​​e, em seguida, analisarão as consequências nas suas crias.

Esta é uma área de pesquisa particularmente interessante que está a ser seguida em vários níveis diferentes, incluindo estudos de populações humanas e experiências em ratos e ratazanas. Alguns desses estudos sugerem que os efeitos do stress extremo podem ser transmitidos, fazendo com que a prole ou “descendência” seja mais propensa à ansiedade ou a doenças mentais. Mas esses estudos podem ser difíceis de interpretar e, trabalhar com um organismo mais simples permite que o laboratório de Strome explore o papel da epigenética no nível molecular.

“As lições que aprendemos com os nossos estudos dos vermes podem nos ajudar a entender os resultados de experimentos com modelos de vertebrados e estudos de populações humanas”, disse Strome.

Fonte:

http://www.naturalblaze.com/2017/07/grandparents-experiences-can-affect-genes.html

transferir Graciano Constantino oferece tratamentos de Cura Energética. O tratamento pode ser feito pessoalmente ou a distância, normalmente através do Skype ou se preferir basta simplesmente uma foto recente de modo a facilitar a conexão. Actualmente vivendo em Turim – Itália, Graciano dedica uma parte do seu tempo na arte da cura, trabalhando com plantas e também animais. Saiba mais sobre Graciano Aqui

Para saber mais sobre a técnica visite: Cura de Pura Energia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: