Posts recentes

O Mistério do Raio Cósmico Pode Finalmente Ter Sido Resolvido

INTER

© Chandra X-ray Observatory / Global Look Press

Os cientistas que estudam a origem dos raios cósmicos que bombardeiam a Terra a partir dos céus têm estado perplexos durante meio século. Agora eles podem finalmente ter uma resposta – e é intergaláctico.

Os misteriosos raios de alta energia, são radiações que consistem de prótons e núcleos de átomos de hidrogénio e ferro. Também é muito raro que cheguem à terra, mesmo viajando sob a velocidade da luz.

Eles são tão raros, que apenas cerca de um por quilómetro quadrado por ano atinge o nosso planeta e, como tal, é necessário um observatório gigante para detectá-los. É aí que entra o Observatório Pierre Auger.

A colaboração de mais de 400 cientistas de 18 países gira em torno do observatório, o maior detector de raios cósmicos alguma vez construído. O enorme complexo na Argentina, abrange uma área de 3.000 quilómetros quadrados e abriga uns impressionantes 1.600 detectores que detectam os raios quando eles atingem a atmosfera.

Ao longo dos últimos 12 anos, a equipe detectou mais de 30.000 raios e, ao estudar os dados perceberam algo estranho. As suas descobertas, publicadas na sexta-feira na revista Science, apontam para a origem dos raios – literalmente, em algum lugar numa galáxia longe, muito distante.

A equipe diz que eles observaram um padrão desigual da direcção da chegada dos raios para a Terra, com um excesso vindo de uma direcção onde a densidade de galáxias além da Via Láctea é relativamente alta.

“Isso indica claramente uma origem de partículas fora da Via Láctea e é um resultado muito emocionante; O resultado de anos de trabalho cuidadoso com um detector gigante altamente sintonizado”, disse o pesquisador-principal Bruce Dawson.

Ainda é um mistério de que parte da nossa galáxia eles vêm, assim como é a forma que os raios são formados, embora a equipe tenha algumas teorias.

“As fontes dessas partículas podem ser ambientes extremos cósmicos, associados com buracos negros supermassivos nos centros das galáxias, ou talvez em enormes choques de galáxias que colidem,” disse o pesquisador Dr José Bellido.

O seu colega, o Prof. Karl-Heinz Kampert, pensa que podem estar perto de obter algumas respostas.

“Estamos agora consideravelmente mais perto de resolver o mistério de onde e como essas partículas extraordinárias são criadas, uma questão de grande interesse para os astrofísicos”, disse Kampert.

Compreender como os raios cósmicos são formados pode ter implicações de grande alcance e, eles realmente são amplos, decifrar o enigma pode ajudar os cientistas a compreender melhor a composição das galáxias e até mesmo como os núcleos são formados.

Fonte:

https://www.rt.com/news/404334-cosmic-ray-mystery-solved/

Graciano..jpg Graciano Constantino oferece tratamentos de Cura Energética. O tratamento pode ser feito pessoalmente ou a distância, normalmente através do Skype ou se preferir basta simplesmente uma foto recente de modo a facilitar a conexão. Actualmente vivendo em Turim – Itália, Graciano dedica uma parte do seu tempo na arte da cura, trabalhando com plantas e também animais. Saiba mais sobre Graciano Aqui

Para saber mais sobre a técnica visite: Cura de Pura Energia 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: