Posts recentes

Estudo Científico Afirma Que Existem Até 8.000 Megaestructuras Extraterrestres No Universo

cosmos363_01_small

Podem existir 8.000 megaestruturas alienígenas no nosso universo

Ao construir uma Esfera de Dyson (Dyson 1960) a partir de material de planetas desmantelados, civilizações extremamente avançadas poderiam, em princípio, explorar uma fracção significativa do poder de radiação da sua estrela hospedeira, aumentando assim a escala de Kardashev para o status de tipo II (Kardashev 1964).

Um estudo científico publicado recentemente (SETI com GAIA – As Assinaturas Observacionais das Quase Completas Esferas de Dyson) escrito por pesquisadores da Universidade de Uppsala da Suécia e da Universidade de Heidelberg, na Alemanha, sugeriu que poderiam haver mais de 8.000 megaestruturas alienígenas localizadas no espaço profundo.

O estudo sugere que o nosso universo está, na verdade, repleto de civilizações alienígenas que possuem os meios e tecnologia para criar megaestruturas super-massivas em torno de estrelas distantes, a fim de aproveitar a sua energia.

Dizem que a equipe de especialistas localizou “sinais” que sugeririam que essas chamadas megaestruturas foram de fato construídas em torno de sóis distantes.

O estudo sugere que os especialistas descobriram sinais de até 8.000 megaestruturas alienígenas.

“Descobrimos que uma pequena fracção de estrelas realmente exibe discrepâncias de distância do tipo esperado para esferas de Dyson quase completas”, escreveram os cientistas no estudo.

“Constatamos que 8000 estrelas ([aproximadamente] 4% do objecto em comum entre ambas as pesquisas) têm qualidade de dados suficientes para permitir que potenciais candidatos à esfera de Dyson sejam eficientemente seleccionados.”

Um dos principais candidatos do novo estudo é uma estrela apelidada de TYC 6111-1162-1, que foi o candidato individual mais interessante para futuras investigações, o que significa que é considerada a estrela mais provável para ter uma esfera de Dyson em torno dela.

cosmos363_02_small

Foto de Dennis Alvear Perez em Unsplash

Os cientistas chegaram a essa conclusão depois de analisar os dados obtidos pela sonda GAIA da Agência Espacial Europeia, que recentemente completou uma corrida, mapeando mais de UM BILIÃO de estrelas em três dimensões.

“A missão de Gaia nos próximos anos permitirá buscas de esfera de Dyson que sejam complementares a buscas baseadas em assinaturas de calor residual em comprimentos de onda infravermelhos.

Uma busca limitada deste tipo também é possível no momento actual, combinando distâncias de paralaxe de Gaia com distâncias espectrofotométricas de levantamentos baseados em terra,” escreveram os especialistas no seu estudo.

Os especialistas afirmam que dentro deste mapa massivo reunido pelo GAIA, encontraram evidências de possíveis sinais de estruturas supermassivas comumente referidas como Esferas de Dyson, estruturas tecnológicas massivas no espaço, construídas em torno de Estrelas alienígenas distantes para aproveitar a sua energia.

Conforme observado no estudo, um número de pesquisas para potenciais Esferas de Dyson foram feitas no passado distante.

Infelizmente, todos os estudos anteriores não conseguiram encontrar vestígios das chamadas megaestruturas.

Os cientistas observam que a construção de uma Esfera de Dyson no espaço não é uma tarefa fácil. Além de exigir enormes quantidades de material, essas estruturas levariam muito tempo para serem construídas (com nossas tecnologias reais conhecidas).

Portanto, os cientistas inventaram uma nova maneira de caçar as Esferas de Dyson.

Eles assumem que, em vez de ser uma estrutura sólida e enorme, as Esferas de Dyson também poderiam ser uma série de usinas menores, colocadas estrategicamente em volta de uma estrela alienígena.

“A esfera de Dyson normalmente não é visualizada como uma casca sólida, mas sim como um denso enxame esférico ou mortalha de satélites absorventes, com cada satélite absorvendo uma pequena fracção da radiação estelar.”

Felizmente para nós, seres humanos, já preparamos um plano que nos permite colocar a nossa primeira Esfera de Dyson ao redor do nosso sol em apenas cinco anos.

Ao envolver o sol com uma enorme variedade de painéis solares, a humanidade transformar-se-ia numa civilização Kardashev de Tipo 2 capaz de utilizar cerca de 100% da produção de energia do sol, escreve George Dvorsky do site sentientdevelopments.com.

Fonte:

https://www.bibliotecapleyades.net/universo/cosmos343.htm

Leitura Psíquica Com Graciano Constantino 

Para mais informações e marcações clique AQUI

c700x420.v1

Graciano..jpg Graciano Constantino oferece tratamentos de Cura Energética. O tratamento pode ser feito pessoalmente ou a distância, normalmente através do Skype ou se preferir basta simplesmente uma foto recente de modo a facilitar a conexão. Actualmente vivendo em Turim – Itália, Graciano dedica uma parte do seu tempo na arte da cura, trabalhando com plantas e também animais. Saiba mais sobre Graciano Aqui

Para saber mais sobre a técnica visite: Cura de Pura Energia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: