Posts recentes

Estamos Provavelmente A Viver Numa Simulação, Diz Elon Musk

andromeda.v1 (1)

Elon Musk acha que todos nós provavelmente estamos presos numa pseudo-existência parecida com a “Matrix”.

O universo tem 13,8 biliões de anos, então qualquer civilização que tenha surgido em todo o cosmos teve muito tempo para aprimorar o seu conhecimento tecnológico, explicou o fundador e CEO da SpaceX nesta manhã (7 de Setembro) durante um longo período, ampla e muito divertida presença no popular podcast do comediante Joe Rogan, “The Joe Rogan Experience”.

“Se assumires qualquer taxa de melhoria, então os jogos serão indistinguíveis da realidade, ou a civilização deixará de existir. Uma dessas duas coisas ocorrerá”, disse Musk. “Portanto, estamos muito provavelmente numa simulação, porque nós existimos.

“Eu acho mais provável – isto é apenas sobre probabilidade – existem muitas simulações”, acrescentou. “também podes chamá-los realidade, ou poderias chamá-los de multiverso.”

O “substrato” no qual essas simulações estão a ser executadas, seja qual for, provavelmente é muito chato, pelo menos em comparação com as próprias simulações, disse Musk a Rogan.

“Por que farias uma simulação que fosse chata? Farias uma simulação muito mais interessante que a realidade básica”, disse Musk, citando os videojogos e filmes que a humanidade faz, que são “destilações do que é interessante sobre a vida”.

O empresário bilionário está longe de ser o único nessa interpretação; Diversos físicos, cosmólogos e filósofos acham a hipótese da simulação convincente. Se até mesmo uma civilização alienígena avançada, com uma predilecção pela criação de simulações, surgisse, segundo o raciocínio, então, teoricamente, poderiam surgir milhares – ou talvez até milhões ou biliões – de universos “falsos”. E seria difícil para os habitantes desses reinos digitais descobrirem a verdade, porque todas as evidências que pudessem reunir provavelmente seriam plantadas pelos criadores.

De fato, a ideia de simulação é uma das muitas explicações possíveis para o famoso paradoxo de Fermi, que basicamente pergunta: “Onde está todo mundo?” (“Todos” são alienígenas, é claro).

Isso estava longe de ser o único fundamento que Musk e Rogan cobriram durante a conversa de 2,5 horas. Por exemplo, Musk reiterou a sua preocupação com a inteligência artificial descontrolada e desregulada; enfatizou que um futuro brilhante e atraente para a humanidade envolve explorar e estabelecer outros mundos, tanto em nosso sistema solar quanto além; e discutimos o potencial de redução de tráfego de sistemas de túneis extensos, que a sua Empresa pretende construir nas grandes cidades ao redor do mundo.

Musk também falou de forma extensa sobre a Tesla, a empresa de carros eléctricos que ele dirige e, a necessidade da nossa espécie se afastar dos combustíveis fósseis. Musk descreveu o deslocamento em massa da humanidade do carbono do solo para a atmosfera (e de lá para os oceanos) como uma experiência incrivelmente perigosa cujo resultado final é desconhecido.

“Não devemos fazer isso”, disse ele a Rogan. “Sabemos que a energia sustentável é o ponto final. Então, por que estamos a fazer esse experimento? É um experimento insano. É o experimento mais idiota da história da humanidade”.

Musk também mencionou casualmente que tem uma ideia para um avião supersónico eléctrico que decola e aterra verticalmente. Mas ele disse que não vê o desenvolvimento desse conceito como uma prioridade no momento, dados os outros problemas urgentes que a humanidade precisa resolver.

Musk e Rogan beberam uísque durante toda a conversa. E a certa altura, o comediante acendeu um charuto e Musk deu uma tragada.

Este foi aparentemente um evento raro; o CEO da SpaceX disse que ele quase nunca fuma maconha (que é legal na Califórnia, onde The Joe Rogan Experience é gravado) e não gosta disso, porque ele absorve a sua famosa produtividade.

“É como uma xícara de café ao contrário”, disse Musk. “Eu gosto de fazer as coisas. Eu gosto de ser útil.”

Ele disse a Rogan que as ideias estão a pular dentro da sua cabeça o tempo todo – “é como uma explosão interminável” – e que ele percebeu que era diferente de outras pessoas quando tinha apenas 5 ou 6 anos de idade.

“Eu pensei que era louco”, disse Musk. Quando era criança, acrescentou, temia que figuras de autoridade pudessem notar a sua “estranheza” e colocá-lo em algum lugar.

Havia tantas outras coisas interessantes também. Por exemplo, Musk manipulou com agrado uma espada samurai no estúdio que Rogan disse ter 500 anos de idade. E a certa altura, no final da conversa, Musk disse: “Isso pode parecer fatela, mas o amor é a resposta”. (Outra citação de escolha: “Eu não sei o que aconteceria se eu entrasse num tanque de privação sensorial. Parece preocupante”.)

Fonte:

https://www.space.com/41749-elon-musk-living-in-simulation-rogan-podcast.html

Leitura Psíquica Com Graciano Constantino 

Para mais informações e marcações clique AQUI

c700x420.v1

Graciano..jpg Graciano Constantino oferece tratamentos de Cura Energética. O tratamento pode ser feito pessoalmente ou a distância, normalmente através do Skype ou se preferir basta simplesmente uma foto recente de modo a facilitar a conexão. Actualmente vivendo em Turim – Itália, Graciano dedica uma parte do seu tempo na arte da cura, trabalhando com plantas e também animais. saiba mais sobre Graciano Aqui

Para saber mais sobre a técnica visite: Cura de Pura Energia 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: