Posts recentes

China Inseriu Chips Nos Servidores Da Apple E Da Amazon, Afirmam Alegações

4806

Bloomberg relatou que fontes afirmam que a unidade militar chinesa inseriu microchips dentro dos servidores usados por cerca de 30 empresas e agências do governo dos EUA. Foto: Paul Giamou / Getty Images / Brand X

Uma unidade militar chinesa vem inserindo minúsculos microchips em servidores usados por empresas como a Apple e a Amazon, o que dá à China acesso sem precedentes a computadores e dados, de acordo com um novo relatório da Bloomberg.

Os minúsculos chips, tão pequenos quanto a ponta de um lápis afiado e projectados para serem indetectáveis sem equipamento especializado, foram implantados nas placas-mãe dos servidores na linha de produção na China, segundo o relatório da Bloomberg Businessweek.

As acções da tecnologia em Hong Kong caíram drasticamente na sexta-feira, liderada pela Lenovo, que perdeu 23% no comércio de manhã. As acções da fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicações ZTE, listadas em Hong Kong, perderam mais de 14%.

Os chips, segundo as informações recebidas, foram supostamente desenvolvidos por uma unidade de ataque especializada em hardware do Exército de Libertação do Povo e deram aos hackers acesso irrestrito a qualquer coisa que o servidor fizesse, potencialmente manipulando o servidor para roubar dados, contactar outros servidores e alterar operações.

 “Ter uma superfície de implante de hardware bem feita, em nível de estado-nação, seria como testemunhar um unicórnio a saltar sobre um arco-íris”, disse Joe Grand, um hacker de hardware e fundador do Grand Idea Studio, à Bloomberg.

O hardware supostamente comprometido, vendido pela Super Micro Computer, sediada em San Jose, Califórnia e, descrito como “a Microsoft do mundo do hardware”, encontrou o seu caminho nos data centers e operações de 30 empresas, incluindo a Apple e a Amazon também, bem como bancos, fundos de hedge e fornecedores do governo, de acordo com o relatório.

O ataque foi descoberto em 2015 pelos serviços de inteligência dos EUA, bem como pela Apple e pela Amazon, quando as empresas compraram servidores fabricados pela Super Micro Computer. O relatório afirma que a Amazon tomou conhecimento do ataque durante a compra da sua subsidiária Amazon Web Services (AWS) para comprar a empresa de compressão de vídeo Elemental Technologies em 2015. A Apple comprou cerca de 7.000 servidores Super Micro quando as suas equipes de segurança descobriram os chips.

O relatório citou 17 fontes não identificadas de inteligência e empresas que afirmaram que os espiões chineses colocaram chips de computador dentro de equipamentos usados ​​por cerca de 30 empresas, além de várias agências do governo dos EUA, o que daria a Pequim acesso secreto a redes internas.

A Amazon, a Apple e a Super Micro negaram o relatório da Bloomberg. A Amazon afirmou: “Não é verdade que a AWS saiba de um comprometimento da cadeia de suprimentos, um problema com chips mal-intencionados ou modificações de hardware ao adquirir o Elemental”.

A AWS disse: “Como compartilhamos com a Bloomberg BusinessWeek várias vezes ao longo dos últimos dois meses, em nenhum momento, passado ou presente, encontramos algum problema relacionado a hardware modificado ou chips mal-intencionados em placas-mãe SuperMicro em qualquer sistema Elemental ou Amazon.”

A Apple disse: “Nisso, podemos ser muito claros: a Apple nunca encontrou chips maliciosos, manipulações de hardware ou vulnerabilidades propositalmente plantadas em qualquer servidor”.

“Continuamos inconscientes de qualquer investigação desse tipo”, disse a Super Micro.

A Super Micro Computer equipa os seus equipamentos em San Jose, mas, como a maioria das empresas de electrónicos, terceiriza a fabricação, inclusive para empreiteiros na China.

O governo chinês também negou o relatório. Um porta-voz disse: “A China é uma defensora resoluta da segurança cibernética. Esperamos que os partidos façam menos acusações e suspeitas gratuitas, mas conduzam conversas e colaborações mais construtivas para que possamos trabalhar juntos na construção de um ciberespaço pacífico, seguro, aberto, cooperativo e ordenado”.

Tem havido uma preocupação crescente com as agências de inteligência estrangeiras que se infiltram nos EUA e em outras empresas por meio dos chamados “ataques da cadeia de suprimentos”, particularmente da China, onde várias empresas globais de tecnologia terceirizam a sua produção.

Fonte:

https://www.theguardian.com/technology/2018/oct/04/china-planted-chips-on-apple-and-amazon-servers-report-claims

Leitura Psíquica Com Graciano Constantino

Para mais informações e marcações clique AQUI

c700x420.v1

Graciano..jpg Graciano Constantino oferece tratamentos de Cura Energética. O tratamento pode ser feito pessoalmente ou a distância, normalmente através do Skype ou se preferir basta simplesmente uma foto recente de modo a facilitar a conexão. Actualmente vivendo em Turim – Itália, Graciano dedica uma parte do seu tempo na arte da cura, trabalhando com plantas e também animais. Saiba mais sobre Graciano Aqui

Para saber mais sobre a técnica visite: Cura de Pura Energia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: