Posts recentes

Experiência De Reconhecimento Facial Da TSA Recebe Taxa De Precisão De 85%

tsa-21st-century-wire-768x441

A TSA está a usar a tecnologia de reconhecimento facial com uma taxa de “confirmação biométrica” de 85% para fins de teste nos aeroportos.

A US Customs and Border Protection (CBP) deverá concluir um teste de 30 dias no próximo mês testando o uso da tecnologia de reconhecimento facial no Aeroporto Internacional de Los Angeles, informou o Los Angeles Times.

O Departamento de Segurança Interna (DHS) deseja usar a tecnologia de reconhecimento facial para acompanhar e registar aproximadamente 1 milhão de viajantes estrangeiros que entram e saem dos Estados Unidos a cada ano, com uma estimativa aproximada de 300.000 pessoas a viajar de avião.

Durante os programas de teste em Boston, Houston, Nova York e Atlanta, os viajantes foram fotografados enquanto se preparavam para embarcar em aviões. As câmaras usaram a tecnologia de reconhecimento facial para comparar os rostos dos passageiros com dados recolhidos pelo governo federal sobre cada cidadão estrangeiro que entrou no país.

Quando foram tiradas fotos de viajantes cujas imagens já estavam no banco de dados do governo, o sistema correspondeu às imagens 98% do tempo, de acordo com o relatório.

No entanto, os rastreadores de aeroportos nem sempre podiam tirar fotos dos passageiros por causa da “baixa disponibilidade de rede, falta de funcionários dedicados e horários de embarque compactados devido a atrasos nos vôos”, segundo a auditoria. Como resultado, a taxa global de “confirmação biométrica” foi de 85%, constatou o exame.

A auditoria culpou ainda mais a má qualidade das imagens digitais por dificuldades que correspondem aos viajantes com idade inferior a 29 anos e idade superior a 70 anos.

Mas o item a ser destacado é que o software de reconhecimento facial mais uma vez teve dificuldade em combinar pessoas de cor – exactamente como o software Rekognition facial da Amazon que erroneamente e hilariamente identificou 28 membros do Congresso como pessoas que foram presas por crimes, incluindo seis membros do Congressional Black Caucus.

O reconhecimento facial historicamente resultou em mais falsos positivos para os Afro-Americanos.

A ACLU expressou preocupação antes, alegando que os exames de reconhecimento facial defeituosos, particularmente contra cidadãos de cor, resultassem numa possível interacção fatal com a aplicação da lei. O Rekognition da Amazon já foi usado por um punhado de agências de aplicação da lei em todo o país.

O Activist Post relatou anteriormente em outro teste de tecnologia de reconhecimento facial na Grã-Bretanha, que resultou em 35 correspondências falsas e uma prisão equivocada. Portanto, a tecnologia está longe de ser infalível.

No ano passado, o Activist Post informou que o Departamento de Segurança Interna dos EUA (DHS) queria desenvolver uma tecnologia avançada de reconhecimento facial que examinasse os rostos dos viajantes quando eles entram e saem dos pontos de controlo da fronteira dos EUA. Agora, um ano depois, podemos ver que esses esforços se expandiram para os aeroportos. A Alfândega e Protecção de Fronteiras começou a testar os sistemas de reconhecimento facial no Aeroporto de Dulles em 2015 e, em seguida, expandiu os testes para o Aeroporto JFK de Nova York em 2016.

Em 1996, o Congresso autorizou o rastreamento automatizado de cidadãos estrangeiros à medida que eles entram e saem dos EUA. Em 2004, o DHS iniciou a triagem biométrica de cidadãos estrangeiros na chegada.

Os aeroportos e os pontos de verificação de fronteiras não são os únicos locais onde a tecnologia de reconhecimento facial está a ser usada. Recentemente, um novo programa de teste do MTA anunciou que permitirá que câmaras próximas a pontes, túneis e rodovias em Nova York reconheçam os rostos dos motoristas e passageiros.

Os defensores da privacidade já argumentaram que a implementação dos scanners biométricos nos aeroportos e em outros lugares seria um grande passo em direcção a um estado de vigilância e, eles estão certos.

“A Homeland Security nunca consultou o público americano sobre se os americanos deveriam estar sujeitos ao reconhecimento facial”, disse Harrison Rudolph, um membro do escritório do Centro de Privacidade e Tecnologia da Georgetown Law, num post no blog.

“O que é ainda pior é que há boas razões para pensar que os sistemas de reconhecimento facial da Homeland Security serão expandidos”, incluindo os pontos de controlo da TSA antes de um voo, disse ele.

O Congresso concordou várias vezes em estender o reconhecimento facial a estrangeiros que deixam os EUA, mas os críticos dizem que os legisladores nunca pretenderam que os americanos também se tornassem sujeitos à nova medida.

“O Congresso aprovou as contas de saída biométrica pelo menos nove vezes”, disse Rudolph. “Em cada um, ficou claro: este é um programa destinado aos estrangeiros”.

No ano passado, a EFF (Electronic Frontier Foundation) pediu o fim do programa de triagem biométrica das fronteiras, listando 6 razões para matar a tecnologia e identificar os principais problemas.

A ordem de imigração executiva do presidente em 27 de Janeiro do ano passado – mais conhecida por suspender visitantes dos Estados Unidos de sete países de maioria muçulmana – também incluiu um artigo que promovia o programa de saída biométrica. A ordem também afirmou que haverá três relatórios de progresso a serem feitos no próximo ano sobre o programa. Em Março, a ordem executiva de Trump baseou-se nisso, limitando especificamente as verificações biométricas na fronteira a “viajantes em escala” ou aqueles que não são cidadãos americanos ou canadenses.

Ninguém pode negar, nós, sem dúvida, entramos numa mistura entre Strange Days e The Minority Report, Hollywood não era um script para criar um futuro distópico. Com o nosso futuro semeado num cobertor de vigilância, todos nós devemos estar perguntar quem tem controlo sobre nossos dados biométricos e para qual finalidade?

Como foi anteriormente observado, um problema chave quando se trata de usar a tecnologia dentro de aeroportos é a falta de restrições sobre como as companhias aéreas, operadores de aeroportos e outros terceiros comerciais podem usar ou divulgar os dados colectados sob mandato do governo.

Fonte:

https://www.activistpost.com/2018/10/tsa-facial-recognition-experiment-receives-85-accuracy-rate.html

Leitura Psíquica Com Graciano Constantino

Para mais informações e marcações clique AQUI

c700x420.v1

Graciano..jpg Graciano Constantino oferece tratamentos de Cura Energética. O tratamento pode ser feito pessoalmente ou a distância, normalmente através do Skype ou se preferir basta simplesmente uma foto recente de modo a facilitar a conexão. Actualmente vivendo em Turim – Itália, Graciano dedica uma parte do seu tempo na arte da cura, trabalhando com plantas e também animais. Saiba mais sobre Graciano Aqui

Para saber mais sobre a técnica visite: Cura de Pura Energia

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: