Posts recentes

O Microchip Chegou: DARPA Biochip Para ‘Nos Salvar’ Do Covid Pode Controlar O DNA Humano

Enquanto metade do povo Americano com direito a voto está sem dúvida a esperar seriamente pelo anúncio do lançamento da vacina COVID-19 e a medida que os estados totalitários e os governos em todo o mundo tentam exigir prova de testes negativos antes de viajar, uma nova ferramenta no estábulo do governo a vigilância e ao controlo está a revela-se.

O Microchip Chegou.

Enquanto muitos ainda atacam qualquer pessoa que esteja a alertar sobre o “futuro microchip” como um teórico da conspiração, ludita ou fanático religioso, esse microchip já chegou.

Mas os governos não precisam comercializar o chip como um método para rastrear, localizar e controlar o seu povo. Em vez disso, eles estão a comercializar o chip como uma forma de rastrear e detetar COVID-19 e outros tipos de coronavírus. Claramente, esta é uma venda muito mais fácil para um público literalmente aterrorizado pelos seus governos e meios de comunicação tradicionais nos últimos seis meses.

A descoberta científica mais significativa desde a gravidade está oculta à vista de todos há quase uma década e o seu potencial destrutivo para a humanidade é tão grande que a maior máquina de guerra do planeta imediatamente implantou os seus vastos recursos para possuí-la e controlá-la, financiando a sua pesquisa e desenvolvimento por meio de agências como o National Institutes of Health (NIH), a Defense Advanced Research Projects Agency (DARPA) e o HHS ‘BARDA.

A descoberta revolucionária foi feita por um cientista Canadiano chamado Derek Rossi em 2010 puramente por acidente. O agora aposentado professor de Harvard afirmou numa entrevista ao National Post que encontrou uma maneira de “reprogramar” as moléculas que carregam as instruções genéticas para o desenvolvimento celular no corpo humano, para não mencionar todas as formas de vida biológicas.

Essas moléculas são chamadas de ‘ácido ribonucléico mensageiro’ ou mRNA e a capacidade recém-descoberta de reescrever essas instruções para produzir qualquer tipo de célula dentro de um organismo biológico mudou radicalmente o curso da medicina e da ciência ocidental, mesmo que ninguém tenha realmente notado. Como o próprio Rossi afirma: “A descoberta realmente importante aqui é que agora é possível usar o mRNA e, o colocarmos nas células, poderá fazer com que o mRNA expresse qualquer proteína nas células e, essa é a grande descoberta.” (Fonte)

Aqui Está O Que A Tecnologia Pode Fazer

Já em 2006, a DARPA já pesquisava como identificar patógenos respiratórios virais e superiores através do seu programa Predicting Health and Disease (PHD), que levou à criação do Escritório de Tecnologias Biológicas (BTO) da agência, conforme relatado por Whitney Webb num Artigo de Maio para The Last American Vagabond. Em 2014, o BTO da DARPA lançou o seu programa “In Vivo Nanoplatforms” (IVN), que pesquisa nanotecnologias implantáveis, levando ao desenvolvimento de ‘hidrogel’.

O hidrogel é uma nanotecnologia cujo inventor no início gabou-se de que “Se [ele] desse certo, com a aprovação do FDA, os consumidores poderiam implantar os sensores no seu núcleo para medir os seus níveis de glicose, oxigénio e lactato”. Este material semelhante a lentes de contato requer um injetor especial a ser introduzido sob a pele, onde pode transmitir sinais digitais baseados em luz através de uma rede sem fio como o 5G.

Uma vez firmemente implantadas dentro do corpo, as células humanas estão à mercê de qualquer programa de mRNA fornecido através deste substrato, desencadeando um pesadelo de possibilidades. É, talvez, o primeiro verdadeiro passo para o transumanismo completo. (Fonte)

O sensor tem duas partes, um deles é um fio de hidrogel de 3 mm, um material cuja rede de cadeias de polímero é usada em algumas lentes de contato e outros implantes. Inserido sob a pele com uma seringa, o fio inclui uma molécula especialmente projetada que envia um sinal fluorescente para fora do corpo quando o corpo começa a lutar contra uma infeção. A outra parte é um componente eletrónico preso à pele. Ele envia luz através da pele, deteta o sinal fluorescente e gera outro sinal que o usuário pode enviar para um médico, site, etc. É como um laboratório de sangue na pele que pode captar a resposta do corpo à doença antes da presença de outro sintomas, como tosse.

Aceite Um Microchip Ou Enfrente As Consequências.

Os ativistas e cidadãos preocupados precisam parar de falar sobre o “microchip que está por vir” e como eles recusarão em receber chips quando chegar a hora. Essa hora é agora. Em breve, as pessoas em todo o mundo terão que tomar uma decisão muito difícil – aceitar um microchip ou enfrentar as consequências. A julgar pela quantidade de pessoas que andam com máscaras durante as minhas idas ao supermercado, eu diria que as chances não estão a favor da humanidade livre. A maioria das pessoas fará fila de boa vontade.

Fonte:

https://www.wakingtimes.com/2020/10/05/the-microchip-is-here-darpa-biochip-to-save-us-from-covid-can-control-human-dna/

Leitura Psíquica Com Graciano Constantino

Para mais informações e marcações clique AQUI

c700x420.v1

Graciano..jpg Graciano Constantino oferece tratamentos de Cura Energética. O tratamento pode ser feito pessoalmente ou a distância, normalmente através do Skype ou se preferir basta simplesmente uma foto recente de modo a facilitar a conexão. atualmente vivendo em Turim – Itália, Graciano dedica uma parte do seu tempo na arte da cura, trabalhando com plantas e também animais. Saiba mais sobre Graciano Aqui

Para saber mais sobre a técnica visite: Cura de Pura Energia

2 Comments on O Microchip Chegou: DARPA Biochip Para ‘Nos Salvar’ Do Covid Pode Controlar O DNA Humano

  1. Ola Graciano.
    Quais sao as consequências da recusa!?
    Supostamente seremos excluídos da sociedade!?
    Ou vão-nos obrigar!?
    Que cena, está mesmo acontecer.
    Namaste

    Gostar

    • Olá Sandra,
      As consequências sempre são negativas para nós infelizmente, por exemplo aqui onde eu vivo se não ter a máscara não podes usar os transportes públicos, ir às compras etc etc…amanha (futuro) eles dirão que quem não ter o chip não pode trabalhar por ser um risco para as demais pessoas, a exclusão da sociedade será feita de uma forma tão sutil que nem nos vamos aperceber… (bem muitos não vão) a obrigação pode nem ser necessária, repare só Sandra nos eventos recentes do covid? Quantos tinham medo de ir trabalhar por causa do covid? Quantos exigiram que deviam ficar em casa porque tinham filhos pequenos, parentes com idade avançada e deste modo não ser um risco para eles? (A ideia é mais do que justa, porém há sempre algo por trás de qualquer coisa) Hoje somos nós a usar violência contra os nossos próximos por não terem uma máscara, achas que será necessário o uso de força para sermos microchipados? Vamos ir de livre vontade….

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: