Posts recentes

O Absurdo Dos “Casos” Covid-19

As manchetes de hoje anunciaram que Donald e Melania Trump “testaram positivo” para o Covid-19. Outra manchete afirma que 19 mil trabalhadores da Amazon “apanharam” o covid-19 no emprego. Ambas pseudo-histórias certamente irão acender outro frenesi absurdo na imprensa.

Como sempre, a história continua a mudar: lembram-se dos ventiladores, baixar a curva, as próximas duas semanas são cruciais, etc.? Lembram-se de Nancy Pelosi em Chinatown em Fevereiro, pedindo a todos que a visitassem? Lembram-se de Fauci descartando as máscaras como inúteis? Por que devemos acreditar em qualquer coisa que o complexo político / mídia nos diz agora?

Então, o que essas manchetes realmente significam? O que exatamente é um “caso” covid?

Desde o início do surto do coronavírus, a maioria dos meios de comunicação dos EUA tem sido extremamente crédula e cúmplice nas suas reportagens. Os jornalistas promovem quase uniformemente o que podemos chamar de narrativa do “prolockdown”, que é exagerar descontroladamente os riscos do covid-19 para servir a uma agenda política. Eles podem estar motivados para prejudicar Trump politicamente, para promover um “novo normal” mais socialista ou simplesmente para gerar mais cliques e visualizações. Más notícias vendem. Mas o preconceito é claro e inegável.

Isso explica por que os meios de comunicação usam os termos “caso” e “infecção” de forma tão vaga, a ponto de desinformar ativamente o público. Toda a conversa interminável sobre teste, serviu para obscurecer dois fatos importantes.

  • Primeiro, os próprios testes são quase ridiculamente não confiáveis ​​na produção de falsos positivos e negativos. E qual é o ponto? Vamos testar as pessoas de novo e de novo, toda vez que elas vão ao supermercado ou esbarram com um vizinho?
  • Em segundo lugar, a deteção de partículas ou gotículas de vírus no trato respiratório humano nos diz muito pouco. Certamente não nos diz que as pessoas estão doentes, ou que transmitem doenças a alguém.

Pegue uma pessoa perfeitamente saudável sem sintomas específicos e faça o teste do swab na parte interna do nariz. Se a cultura mostrar a presença de estafilococos aureus, devemos insistir que a pessoa tenha uma infeção estafilocócica? Quando alguém conduz para o trabalho sem incidentes ou acidentes, devemos criar estatísticas sobre a sua exposição ao tráfego?

—Um vírus não é uma doença. Apenas uma percentagem muito pequena daqueles expostos ao próprio vírus – SARS-CoV-2 – apresenta algum tipo de sintoma respiratório agudo, ou o que podemos chamar de “doença coronavírus”.

As únicas estatísticas significativas mostram a incidência de doenças graves, hospitalizações e mortes. A estatística mais importante entre essas é a taxa de mortalidade por infeção (IFR). Os dados recolhidos até Julho mostram que o IFR para pessoas com menos de 45 anos é, na verdade, menor do que o da gripe comum. O IFR do covid-19 aumenta para aqueles com mais de cinquenta anos, mas dificilmente é uma sentença de morte. E os dados não separam aqueles com problemas de saúde preexistentes causados ​​por obesidade, diabetes e doenças cardíacas. Se pudéssemos ver os dados apenas de pessoas razoavelmente saudáveis ​​com menos de 50 anos, os números seriam ainda mais tranquilizadores.

Os casos de covid leves ou assintomáticos não têm efetivamente sentido. O mundo está cheio de bactérias e vírus, e às vezes eles nos deixam um pouco doentes por alguns dias. Existem milhões deles no mundo ao nosso redor, na nossa pele, no nosso nariz e trato respiratório, nos nossos órgãos. Devemos viver com eles, e é por isso que todos nós temos sistemas imunitários projetados para nos ajudar a coexistir e adaptar-nos a organismos em constante mudança. Desenvolvemos anticorpos naturalmente ou tentamos estimulá-los por meio de vacinas, mas, em última análise, o nosso próprio sistema imunitário tem que lidar com o covid-19. O vírus sempre existirá, a espera do outro lado de qualquer quarentena ou máscara – então é melhor coexistirmos com ele.

Desde o primeiro dia, o foco deveria ter sido o aumento da imunidade por meio de exercícios, ar fresco, luz solar, suplementação dietética adequada e promoção do bem-estar geral. Em vez disso, os nossos políticos, burocratas e mídia insistiram no encerramento de negócios, de escolas, distanciamento, isolamento, máscaras e a miragem de uma vacina rápida e eficaz. Como quase tudo na vida, a intervenção do Estado piorou a situação. Só podemos esperar que muitos governadores sejam destituídos do cargo, seja por impeachment ou nas próximas eleições. Vários deles, incluindo Andrew Cuomo em Nova York e Gretchen Whitmer em Michigan, deveriam enfrentar acusações criminais pelos seus decretos sem lei. Não há exceção de devido processo para a “saúde pública”.

Os confinamentos nunca foram justificados, seja em termos do risco covid-19 ou das trocas económicas surpreendentes, que serão sentidas por décadas. Eles certamente não são justificados agora, tendo em conta os sete meses de dados adicionais que mostram que a transmissão e letalidade do covid-19 não são particularmente piores do que as anteriores SARS, gripe suína ou pandemias de Ébola. Ainda não sabemos quantas das duzentas mil mortes de covid-19 nos EUA relatadas foram realmente causadas pela doença respiratória SARS-CoV-2 ou simplesmente refletem pessoas que morreram de outras causas após a exposição ao covid-19. Nós sabemos que os danos causados ​​pelos confinamentos superam em muito os danos causados ​​pelo vírus covid-19.

Os políticos e os seus cúmplices promotores de histeria na mídia, roubaram-nos quase oito meses de vida e liberdade. Quantos meses mais iremos aceitar?

Fonte:

https://mises.org/wire/absurdity-covid-cases

Leitura Psíquica Com Graciano Constantino

Para mais informações e marcações clique AQUI

c700x420.v1

Graciano..jpg Graciano Constantino oferece tratamentos de Cura Energética. O tratamento pode ser feito pessoalmente ou a distância, normalmente através do Skype ou se preferir basta simplesmente uma foto recente de modo a facilitar a conexão. atualmente vivendo em Turim – Itália, Graciano dedica uma parte do seu tempo na arte da cura, trabalhando com plantas e também animais. Saiba mais sobre Graciano Aqui

Para saber mais sobre a técnica visite: Cura de Pura Energia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: